Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Cientistas avisam: o aquecimento global vai mudar a cor dos oceanos

Entenda qual é a relação entre os fitoplânctons e a cor dos oceanos, e como isso pode modificar o ecossistema das águas do mundo todo.

Cientistas avisam: o aquecimento global vai mudar a cor dos oceanos
|
Compartilhe
Google Whatsapp

O aquecimento global já não é novidade e, embora existam debates acerca de suas reais consequências e os perigos, é inegável o fato de que a Terra está passando por mudanças drásticas devido à influência do homem. Poluição, plástico nos oceanos, desmatamentos e muitas outras ações do homem interferem diretamente na natureza.

Entre as consequências do aquecimento global está a mudança de coloração dos oceanos. De acordo com pesquisadores do MIT, muitos dos oceanos do mundo vão mudar de cor até o final do século: os mares tropicais vão ficar mais azuis e brilhantes, e as águas mais frias se tornarão mais verdes e escuras. 

O que está acontecendo nos oceanos?

A mudança climática está interferindo na vida microscópica dos oceanos. Os fitoplânctons, pequenas algas microscópicas, contêm clorofila e absorvem a luz solar para produzir carbono e realizar a fotossíntese. Por isso, águas frias, com mais fitoplânctons, tendem a ser mais verdes, enquanto águas tropicais assumem tons azuis mais claros.

Reprodução

O aumento da temperatura está intrinsecamente ligado à população de fitoplânctons, o que faz com que as águas se tornem mais azuis ou verdes. Aquelas mais ricas em algas e que sejam mais frias terão aumento de população, que por conseguinte modificará o tom da água e, consequentemente, também influenciará outros tipos de vida. 

A vida como conhecemos nos oceanos vai mudar bastante, e tudo começa com pequenas alterações, como o aumento dos fitoplânctons e as variações de cor. Stephanie Dutkiewicz, responsável pelo estudo do MIT, diz que somente algumas regiões de águas mais verdes permanecerão verdes, enquanto na grande maioria dos locais as águas se tornarão mais azuis e haverá mudanças entre as espécies de fitoplânctons.

De acordo com as pesquisas, até o final do século 50% dos oceanos do mundo apresentarão colorações diferentes das que vemos hoje. Isso pode ser problemático devido ao seguinte fator: diferentes tipos de fitoplânctons absorvem a luz de diferentes modos, e se a mudança climática deslocar as comunidades de fitoplânctons para outras regiões, isso também mudará os tipos de alimentos que eles podem proporcionar.

É válido ressaltar que cientistas estão medindo e acompanhando a mudança de cor dos oceanos desde os anos 90; e, embora este seja um processo natural, ele não deve ser acelerado. Eventos naturais, como o El Niño, também são responsáveis por tais modificações, deslocando populações de fitoplânctons. 

Reprodução

De acordo com as projeções feitas pelos cientistas, quando a temperatura do mundo subir 3 graus (o que a maioria deles supõe que ocorrerá por volta de 2100), as cores verdes e azuis responderão mais rápido à luz solar, de modo que as mudanças serão bastante explícitas. O que não sabemos, por enquanto, é como o aumento dos fitoplânctons vai alterar o ecossistema dos oceanos, já que as águas ficarão mais ácidas.  




Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×