Um grupo de cientistas de Yale, bombeou uma solução nos corpos de porcos mortos com um dispositivo semelhante a uma máquina coração-pulmão. Os animais estavam mortos no laboratório, não havia sangue circulando em seus corpos, seus corações estavam parados, suas ondas cerebrais planas. 

Embora os porcos não fossem considerados conscientes de forma alguma, suas células aparentemente mortas reviveram. Seus corações começaram a bater à medida que a solução, circulava nas veias e artérias. As células em seus órgãos, incluindo o coração, fígado, rins e cérebro, estavam funcionando novamente.

"Não sabíamos o que esperar", tudo o que restauramos foi incrível para nós", disse o Dr. David Andrijevic, também neurocientista de Yale e um dos autores do artigo

Cientistas revivem órgãos de porcos mortos; reversível de morte? (Foto: Josep Lago / Agence France Presse)Cientistas revivem órgãos de porcos mortos; reversível de morte? (Foto: Josep Lago / Agence France Presse)Os pesquisadores dizem que seus objetivos são um dia aumentar a oferta de órgãos humanos para transplante, permitindo que os médicos obtenham órgãos viáveis muito depois da morte. Eles esperam que sua tecnologia também possa ser usada para prevenir danos graves aos corações após um ataque cardíaco devastador.

Os investigadores tomaram precauções para garantir que os animais não sofressem. Os porcos foram anestesiados antes de serem mortos, parando seus corações, e a anestesia profunda continuou durante todo o experimento.

A morte pode ser tratada?

Sam Parnia, da NYU Grossman School of Medicine, descreve este como "um estudo verdadeiramente notável e incrivelmente significativo", que mostrou que a morte não é preto no branco, mas sim um "processo biológico que permanece tratável e reversível por horas depois de ter ocorrido".

Cientistas revivem órgãos de porcos mortos; uma forma reversível de morte?  (Foto: Divulgação)Cientistas revivem órgãos de porcos mortos; uma forma reversível de morte?  (Foto: Divulgação)