Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Coronavírus e as roupas: saiba quais os cuidados ao chegar em casa

Segundo especialistas é importante não misturar a roupa utilizada na rua com as demais.

Compartilhe

Apesar de não existir um estudo que comprove quanto tempo o coronavírus Sars-Cov-2 permanece em roupas e tecidos, a recomendação dos especialistas é adotar medidas de precaução: quando chegar em casa, é importante retirar a roupa utilizada na rua e não misturar com as demais. As informações são do G1.

Em caso de uma eventual contaminação, a separação evita que o vírus transite de uma superfície para outra. Segundo informações do Grupo Multidisciplinar para Enfrentamento da Covid-19, criado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sempre quando chegar da rua é recomendado que todas as roupas sejam trocadas imediatamente. A roupa e o calçado deve ser retirado na chegada em casa, para não circular com o sapato sujo.

É necessário também lavar ou separar as peças usadas em um local apropriado antes que ela seja reutilizada. Não é recomendado guardar as roupas usadas junto com outras peças.

Flavio Fonseca, virologista e integrante do centro de pesquisa em vacinas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), explica que não há estudos sobre a permanência deste vírus em diferentes tipos de tecidos. Mas os trabalhos com outros patógenos apontam que, de forma geral, os vírus podem ter sobrevida de 72 a 96 horas nos panos.

“Como os tecidos são porosos, muitas vezes os materiais orgânicos - gotículas de saliva, secreções respiratórias - ficam retidos nos poros e às vezes fica limitada a acessibilidade do sabão e da água. A proteção desses poros aumenta a sobrevida do vírus de 72 a 96 horas” - Flavio Fonseca.

Flavio reforça a importância de não transitar em casa com as roupas utilizadas na rua. "Uma boa alternativa defendida por muitos especialistas é manter duas categorias: roupas para usar em casa e roupas para utilizar na rua".

Água e sabão mata o vírus?

Segundo Renato Kfouri, infectologista e presidente do Departamento de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). A maioria dos desinfetantes e produtos para a lavagem de roupas são eficazes para higienizar roupas. "Os desinfetantes líquidos que a gente usa na limpeza do dia a dia são extremamente capazes de limpar e eliminar os resquícios de vírus de roupas e objetos."

O professor Júlio Borges, do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos, explica que roupas que são suspeitas de estarem infectadas devem ser desinfetadas com água e sabão e, de preferência, lavadas com água quente.

“Quando você coloca uma roupa para lavar, a limpeza depende da ação do sabão, de suas propriedades e da água levar a sujeira embora. O poder desinfetante vai depender da quantidade de sabão, do tempo de molho e, principalmente, do sabão alcançar onde está a sujeira, no caso, o vírus. Para o caso de vírus, a recomendação é que a roupa utilizada para fora da casa seja lavada em separado", afirma Borges.

Borges, explica que se algum dos elementos que efetivam a ação do sabão estiver em falta - pequena quantidade de sabão ou pouco tempo de molho - o vírus pode permanecer na roupa, ou passar para outra, caso não seja lavado em separado.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar