Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Fóssil revela que crocodilo tinha a mordida mais forte já registrada

A análise de um fóssil de bicho-preguiça pré-histórico encontrou 46 marcas de dentes de Purussaurus em uma das tíbias da presa - muitas delas penetrando o osso.

Compartilhe

O maior crocodilo que já existiu tinha uma mordida mais poderosa que a do Tyrannosaurus rex, descobriram cientistas.

A análise de um fóssil de bicho-preguiça pré-histórico encontrou 46 marcas de dentes de Purussaurus em uma das tíbias da presa - muitas delas penetrando o osso.

Esse tipo de crocodilo pré-histórico, que habitava a Região Amazônica (especialmente na região onde se encontra o Acre e no Peru) há 13 milhões de anos, chegava a medir 13 metros e a pesar 8,5 toneladas. Um equipe científica calculou, com ajuda do fóssil, que a sua força de mordida chegava a incríveis 6,5 toneladas - a maior já registrada no reino animal.

A marca impressiona. Ela é cerca de 20 vezes mais forte que a mordida de um tubarão-branco.

Representação do ataque do Purussaurus contra o bicho-preguiça Foto: Reprodução/Biology Letters 

"A força da mordida de um Purussaurus adulto foi calculada como sendo mais de quatro vezes a mordida mais forte já medida no reino animal moderno, o crocodilo de água salgada", disse Rodolfo Salas-Gismondi, paleontologista de universidade de Lima (Peru), autor do estudo, de acordo com o "Sun".

"A mordida foi tão poderosa que muitos dentes perfuraram a tíbia e romperam extensas porções do osso cortical. O bicho-preguiça não sobreviveu", completou, de acordo com a CNN.

O fóssil havia sido descoberto em 2004, às margens do Rio Napo (Peru), mas só 15 anos depois os cientistas tiveram condições de determinar precisamente o responsável pela mordida.

O estudo foi publicado na revista científica "Biology Letters".

Purussaurus viveu na Amazônia Foto: Reprodução/Facebook(Paleozoo Brazil) 


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar