Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Homem é criticado após pôr à venda no eBay um fóssil de tiranossauro

Os paleontólogos temem que, uma vez que seja adquirido por algum ricaço, o exemplar possa simplesmente desaparecer em uma coleção.

Compartilhe
Google Whatsapp

Se você curte paleontologia, já deve ter ouvido sobre pessoas que se meteram em confusão — tanto com cientistas como com as autoridades — por comercializarem ou adquirirem fósseis raros. O último a virar manchete pelo mundo foi o caçador de fósseis Alan Detrich, do Kansas, nos EUA, que resolveu colocar um exemplar de tiranossauro à venda no eBay na esperança de que algum colecionador se proponha a pagar a pequena fortuna de US$ 2,95 milhões (pouco mais de R$ 11,6 milhões) pelo espécime.

Indignação

De acordo com Laura Holson, do The New York Times, o fóssil foi descoberto em um local de Montana conhecido como Hell Creek Formation, onde Detrich teria encontrado outros ossos de dinossauro. O exemplar em questão consiste em um tiranossauro jovem, com corpo de cerca de 4,5 metros de comprimento e cabeça com 21 polegadas, que tinha por volta de 4 anos quando morreu — o que faz dele um “bebê”.

(Reprodução/eBay/Alan Detrich)

Aliás, o esqueleto está sendo vendido como “possivelmente o único tiranossauro filhote já encontrado no mundo”, o que explica o fato de muitos cientistas estarem furiosos por o exemplar sido colocado à venda, quando, na verdade, deveria ser doado a alguma instituição de pesquisa de respeito para ser adequadamente catalogado, estudado e preservado.

O tiranossauro bebê chegou a ser emprestado por Detrich ao Instituto de Biodiversidade e Museu de História Natural da Universidade do Kansas há 2 anos, onde ficou em exposição até recentemente. No entanto, a equipe da universidade acredita que tudo não passou de uma manobra do caçador de fósseis para que o exemplar ganhasse fama — e valor — e pudesse ser vendido depois.

Os paleontólogos temem que, uma vez que seja adquirido por algum ricaço, o exemplar possa simplesmente desaparecer em uma coleção. Outro medo dos cientistas é que a venda acabe despertando o interesse de outras pessoas em fazer fortuna com o comércio de fósseis e se forme um negócio que pode prejudicar, e muito, o estudo e a preservação não só de animais extintos mas também de parte da nossa história.

Até o momento da publicação desta matéria, perto de 6 mil pessoas estavam acompanhando a negociação do bebê tiranossauro no eBay e é possível que esse número continue aumentando, apesar da revolta que a situação vem causando mundo afora.

(Reprodução/eBay/Alan Detrich)




Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×