mais

Hotel na China tem ursos polares como atração e causa polêmica

O estabelecimento tem sido comercializado como o primeiro “hotel de ursos polares” do mundo.

Inaugurado nesta semana na China, o Hotel Urso Polar já está sendo alvo de críticas por parte de organizações de proteção aos animais, depois de divulgada a informação de que todos os quartos oferecem aos hóspedes uma visualização de 24 de horas de um recinto onde ursos polares ficam expostos. 

O novo hotel faz parte do complexo Harbin Polarland, um parque temático construído na cidade chinesa de Heilongjiang pelos designers Kozylenko Natalia Yefremovna e Shuji Miyajima. O estabelecimento tem sido comercializado como o primeiro “hotel de ursos polares” do mundo.

Fonte: China News Service/Reprodução Fonte: China News Service/Reprodução 

Para justificar o slogan, a construção foi edificada em torno de uma pequena área que permite que os hóspedes vejam continuamente dois ursos polares em cativeiro, tanto no andar térreo quando das janelas de qualquer um dos 21 quartos disponíveis. A atração tanto funcionou como um chamariz para pessoas dispostas a pagar até um sobrepreço, quanto para ativistas denunciando o lucro com a miséria dos animais.

O que dizem os defensores dos direitos dos animais?

Segundo os ativistas que atuam contra abusos a animais selvagens, a legislação chinesa é muito omissa quando se trata de proteção a espécies ameaçadas, permitindo a exploração explícita de animais “sem nenhuma preocupação com o seu bem-estar”, declarou um defensor de direitos dos animais ao CNA Life Style.

Fonte: China News Service/Reprodução Fonte: China News Service/Reprodução 

O vice-presidente sênior do grupo britânico PETA, James Baker, também afirmou ao site que “ursos polares pertencem ao Ártico, não a jardins zoológicos ou caixas de vidro ou a aquários — e certamente que não a hotéis”. Segundo ele, os ursos polares vivem ativamente na natureza por até 18 horas por dia, levando uma vida real.

Os representantes do hotel se defenderam, afirmando que a área interna visível pelos hóspedes representa apenas uma pequena parte da área total destinada aos ursos, e e que eles podem sair quando a temperatura e a qualidade do ar permitirem. Mas todas essas alegações não sensibilizaram o público em geral, que continua disparando as câmeras de seus celulares em direção ao cubículo de ursos e gelo plástico.

As hospedagens custam entre US$ 290 e US$ 352 por noite, o que representa entre R$ 1,6 mil e R$ 2 mil.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail