Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Mulher mais velha dos EUA faz 114 anos

Ela conta o segredo da longevidade

Compartilhe

Alelia Murphy nasceu na Carolina do Norte em 6 de julho de 1905, quando Theodore Roosevelt era presidente e Albert Einstein propôs pela primeira vez a teoria da relatividade. Ela teve que criar seus dois filhos por conta própria, visto que o marido infelizmente faleceu em uma idade jovem. A supercentenária recordista, que mora no Harlem desde os anos 20, credita sua longa vida ao fato de comer bem e permanecer ativa. Além disso, a mulher mais velha dos EUA faz 114 anos e conta segredo da longevidade: "confie em Deus e seja uma boa pessoa". Sua idade foi verificada pelo Gerontology Research Group, organização sediada em Los Angeles que acompanha pessoas de 110 anos ou mais desde os anos 1990. O Guinness Book of World Records trabalha com a GRG para confirmar os ditos "supercentenários".

O número de centenários nos EUA aumentou 65% entre 1980 e 2010, segundo o Censo de 2010. A grande maioria - 82% - dos mais de 53.000 norte-americanos são mulheres. "Ela cresceu na ápice dos dias anteriores à comida processada, então ela se alimentou de maneira muito mais saudável", disse Natalia Mhlambiso ao jornal Manhattan Times. Ela é a enfermeira de Murphy, que a visita pelo menos duas vezes por semana. "Manter-se ativa quando você é mais jovem - e comer de maneira saudável - realmente ajuda muito".

Murphy atualmente é a mulher mais velha dos EUA e a oitava pessoa mais velha do mundo. Cercada pela família e usando uma coroa, a supercentenária comemorou seu aniversário de 114 anos - continuando seu reinado como a pessoa mais velha do país. "Ela credita isso à moderação, vivendo com moderação", disse sua neta Nefer Nekhat. "Ela diz Deus, ele é o único que a deixou ficar aqui por tanto tempo", sua filha Rose Adams acrescentou.

Para marcar ainda mais a ocasião especial, Murphy será celebrada no Harlem State Office Building neste final de semana. Seu presente de aniversário virá do senador estadual Brian Benjamin. Ele declarou que o aniversário de Alelia - no dia 6 de julho - será oficialmente conhecido como "Alelia Murphy Appreciation Day". "Ela fazia parte do movimento de afro-americanos no Harlem. Viveu aqui através de tudo, através do bem e do mal", disse Benjamin.

Murphy nunca bebeu álcool, come e se comunica bem, além de ter uma excelente pressão arterial e frequência cardíaca. No entanto, segundo Natalie Mhlambiso, ela tem seus vícios. "Ela gosta de coisas que são doces. Ela diz que quer algo como refrigerante, sorvete, chocolate", disse a enfermeira. "Ela ainda é mal-humorada. Ela vai deixar você saber quando ela quer ficar sozinha".

A supercentenária mudou-se para o Harlem na década de 1920. Trabalhou como costureira, padeira e vendedora. Além disso, amava dançar no Savoy Ballroom do Harlem. Ela atualmente mora em um apartamento de dois quartos com uma neta e uma atendente de casa, de acordo com o New York Post. Murphy é cerca de dois anos mais nova que a atual pessoa mais velha do mundo, Kane Tanaka, de 116 anos, do Japão. "Ela ainda está aqui, ela ainda é forte e mantém nossa família unida", disse Rose Adams, uma de suas filhas.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar