Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Nova hipótese para o declínio da civilização maia é revelada

Estudo aponta uma teoria insólita para o fim de um dos maiores impérios da Antiguidade

Compartilhe

Um estudo publicado na revista Scientific Reports trouxe novamente à tona um debate que já dura um longo tempo entre os especialistas: o declínio da civilização maia. Existe certo consenso do motivo por trás do fim de um dos maiores impérios do passado, a forte seca.

Entretanto, a equipe liderada por Dominik Schmitt, da Goethe University em Frankfurt, na Alemanha apresentou uma nova hipótese: fortes ciclones. Os pesquisadores analisaram o histórico climático de lugares do Caribe e descobriram que após o ano 900, tempestades e ventos intensos e imprevisíveis afetaram toda a região, o que pode ter agravado ainda mais a civilização que já não estava mais em seu auge.

Chichén Itzá, um dos principais centros do período pós-clássico - Wikimedia Commons

Os maias entraram em declínio por volta do ano 820, devido à seca, que durou até meados de 925. Então, a sociedade pré-colombiana precisou se locomover para conseguir sobreviver, foi quando a maior parte das cidades deixou de existir. “É certamente possível que o aumento da frequência de furacões tenha contribuído para o colapso do império maia, mas a extensão dessa contribuição é algo que talvez nunca possamos saber de forma conclusiva”, relatou Schmitt.

“Não é difícil imaginar que uma cultura que luta contra uma seca severa e já em declínio teria sido ainda mais estressada por tempestades devastadoras e persistentes”, acrescentou o paleoclimatologia Richard Sullivan.

O templo maia /Crédito - Divulgação/Flicker/Lu Marques

Portanto, a seca severa durou décadas e assolou grande parte do império antigo e, em seguida, os ciclones vieram e destruíram qualquer chance que os maias pudessem ter de se recuperar, tanto em produtividade agrícola quando em alcance econômico. Por isso, quando os espanhóis chegaram à América Central, em 1517, eles já não estavam mais presentes no território.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar