Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Partículas da Covid-19 podem aparecer nas fezes, mostra estudo chinês

Inúmeros especialistas vem alertando sobre a presença do vírus nas fezes e os cuidados com a higiene

Compartilhe
Google Whatsapp

Além de ser um vírus que se propaga muito rápido via aérea, o coronavírus também pode ser encontrado nas fezes. Estudo feito na China e publicado na revista especializada JAMA analisou 1.070 amostras biológicas de 205 pacientes infectados que, em média, tinham 44 anos de idade. A maioria apresentava febre, tosse seca e fadiga. Eles estavam internados em hospitais nas províncias de Hubei e Shandong e na cidade de Pequim.

“É importante ressaltar que o vírus vivo foi detectado nas fezes, o que implica que o Sars-CoV-2 pode ser transmitido pela via fecal”, disseram os cientistas.

Desde o achado, inúmeros especialistas vem alertando sobre a presença do vírus nas fezes e os cuidados com a higiene, sobretudo nas crianças que não se sabem limpar direito ou ainda usam fraldas. "Precisamos redobrar o cuidado de higiene, lavando muito bem as mãos após ir ao banheiro ou a troca de fralda. Além disso é preciso fazer o descarte de fraldas adequado, isolando bem o material e levando imediatamente ao lixo", disse a pediatra Ana Maria Escobar, que é colunista da CRESCER.

Veja também

ver mais de "coronavírus"

A Direção-Geral da Saúde (DGS), de Portugal, também recomenda um reforço da higiene, particularmente nas crianças. "Devido à crescente evidência de excreção do vírus através das fezes de doentes em fase de transmissão da doença, particularmente nas crianças, recomenda-se um reforço da higiene pessoal após a liberação do isolamento", aconselha a DGS, numa orientação publicada no site.

Desde o achado, inúmeros especialistas vem alertando sobre a presença do vírus nas fezes e os cuidados com a higiene, sobretudo nas crianças que não se sabem limpar direito ou ainda usam fraldas. "Precisamos redobrar o cuidado de higiene, lavando muito bem as mãos após ir ao banheiro ou a troca de fralda. Além disso é preciso fazer o descarte de fraldas adequado, isolando bem o material e levando imediatamente ao lixo", disse a pediatra Ana Maria Escobar, que é colunista da CRESCER.

A Direção-Geral da Saúde (DGS), de Portugal, também recomenda um reforço da higiene, particularmente nas crianças. "Devido à crescente evidência de excreção do vírus através das fezes de doentes em fase de transmissão da doença, particularmente nas crianças, recomenda-se um reforço da higiene pessoal após a liberação do isolamento", aconselha a DGS, numa orientação publicada no site.

Outro estudo feito na China, liberado pelo médico Hong Shan, do Quinto Hospital Afiliado da Universidade Sun Yat-sen, em Zhuhai, província de Guangdong, com 73 pacientes hospitalizados com Covid-19 mostrou que 39 pacientes (53,4%; 25 homens e 14 mulheres), testou positivo para o RNA fecal SARS-CoV-2. A idade dos pacientes com RNA positivo nas fezes variou de 10 meses a 78 anos, e a duração da positividade das fezes variou de 1 a 12 dias. Além disso, as fezes de 17 pacientes (23,3%) permaneceram positivas mesmo após as amostras respiratórias terem resultado negativo.




Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar