Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Professora substituta é presa por fazer sexo com aluno de 17 anos

Ela contou aos policiais que teve relações sexuais com o garoto tanto dentro de um carro quanto na casa do aluno

Compartilhe
Google Whatsapp

A professora Loryn Barclay, de 24 anos, foi presa acusada de fazer sexo com um de seus alunos. A americana trabalhava em uma escola em Monett, no Missouri, Estados Unidos, e agora enfrenta duas acusações – de dois condados diferentes – referentes ao abuso sexual. 

Segundo o portal The New York Post , o envolvimento de Barclay com um aluno de 17 anos começou a ser investigado quando o policial Jay Jastal, que trabalha no colégio Monett High School, recebeu informações de que os dois estariam fazendo sexo . Ainda de acordo com o site, o aluno confirmou a situação e, logo em seguida, a professora confessou estar em um "relacionamento inapropriado" com o adolescente. 

Presa e levada a depor sobre o caso, Barclay contou aos policiais que teve relações sexuais com o garoto tanto dentro de um carro quanto na casa do aluno , que fica no condado de Barry, vizinho da cidade onde a professora reside. Por ter praticado os atos ilegais em dois condados diferentes, agora a mulher tem que responder a dois processos diferentes: o primeiro, no condado de Lawrence, e o segundo, no condado de Barry. 

Depois de pagar a fiança de 25 mil dólares em Lawrence, foi liberada – mas ainda precisa pagar pelos 10 mil dólares que o governo de Barry estabeleceu, além de comparecer às audiências marcadas para o mês de julho. Contratada na Monett High School, Barclay trabalhava como professora substituta, mas, desde que o caso foi descoberto, foi dispensada pela administração do colégio.

 "Quando nós ficamos sabendo do potencial envolvimento da professora com um estudante, seguimos, rapidamente, todos os procedimentos protocolares: conversamos com a docente, que foi demitida, e agora esperamos que as leis façam o seu trabalho", declarou o superintendente da escola, Brad Hanson, segundo o jornal The Monett Times .



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×