Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Russia erra cálculo em lançamento e perde foguete de US$ 45 milhões

Foguete desapareceu após o lançamento

Russia erra cálculo em lançamento e perde foguete de US$ 45 milhões
Foguete Soyuz carregando o satélite meteorológico Meteor-M 2-1 desapareceu por ter sido lançado com as coordenadas erradas | Reprodução
Compartilhe

A agência espacial russa, a Roscosmos, perdeu contato com um foguete Soyuz que carregava um satélite de US$ 45 milhões logo após seu lançamento em novembro, mas só agora a organização esclareceu as razões pelas quais o artefato desapareceu: eles programaram o foguete com as coordenadas erradas.

Em vez de traçar a trajetória a partir do centro de lançamentos de Vostochny, um novo espaço construído em solo russo, os engenheiros da Roscosmos fizeram a espaçonave decolar com as coordenadas de outro lugar, o centro de Baikonur, no Cazaquistão.

Dimitry Rogozin, o primeiro ministro, revelou a mais recente falha humana a um canal de notícias na TV estatal Rossiya 24. “O foguete estava realmente programado como se estivesse decolando a partir de Baikonur. Eles não acertaram as coordenadas” explicou Rogozin.

Foguete Soyuz carregando o satélite meteorológico Meteor-M 2-1 desapareceu por ter sido lançado com as coordenadas erradas (Crédito: Reprodução )
Foguete Soyuz carregando o satélite meteorológico Meteor-M 2-1 desapareceu por ter sido lançado com as coordenadas erradas (Crédito: Reprodução )

O governo russo aluga o centro de lançamentos localizado no país vizinho e administra toda uma cidade construída a seu redor, uma herança da antiga União Soviética. Agora que o país tem seu próprio centro de lançamentos, espera-se que as decolagens a partir de Baikonur fiquem menos frequentes.

Esse, contudo, não é o primeiro erro humano embaraçoso cometido recentemente pela agência russa de explicação espacial. Na inauguração de Vostochny, a Roscosmos enfrentou dificuldades para fazer o primeiro lançamento a partir da nova localidade na presença do presidente Vladimir Putin. O lançamento em questão foi então realizado no dia seguinte.

Prejuízo

Além do satélite de US$ 45 milhões, o foguete Soyuz ainda carregava 18 outros satélites pequenos. Eles eram de missões científicas e comerciais de empresas e organizações da Rússia, Noruega, Suécia, Estados Unidos, Japão, Canadá e Alemanha, de acordo com a Reuters.

Em 2015, um satélite mexicano que estava sendo levado para órbita pela Roscosmos foi destruído pela explosão do foguete que o carregava poucos minutos após a decolagem. Em 2016, um satélite Japonês de US$ 273 milhões, também transportado pela Roscosmos, foi declarado perdido depois de sair de órbita. Nesses e em outros casos, os acidentes foram causados por erro humano.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar