Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Supermercado na Islândia adota 500 pinguins para salvar zoológico

O zoológico de Chester, na Inslândia, foi um dos locais que mais sofreu impacto direto da pandemia

Compartilhe

Desde quando foi iniciado o surto de coronavírus em território europeu, no início de 2020, diversas organizações e instituições vêm enfrentando sérias dificuldades para manterem-se financeiramente saudáveis, com a grande maioria dependendo de períodos de visitação em altas estações e da consequente aglomeração, barrada pelas autoridades devido às recomendações de combate ao vírus.

Um dos locais que sofreu impacto direto da pandemia foi o zoológico de Chester, na Islândia, que vem passando por um dos momentos mais difíceis em sua história, vendo suas portas prestes a fechar por conta da "cicatriz maciça" que uma das maiores crises modernas na saúde pública deixou na instituição. As informações são do site Mega Curioso.

(Fonte: Zoológico de Chester/Reprodução) 

Dessa forma, não somente os setores administrativos e de colaboradores estão sofrendo com as restrições sociais, mas também os mais de 35 mil animais que estão abrigados no zoológico, cada vez mais isolados e gerando preocupação nos membros da companhia. Assim, como medida desesperadora, o diretor de operações do zoológico, Jamie Christon, abriu uma campanha de arrecadação de fundos, a #SaveOurZoo, para tentar motivar o local a continuar com suas atividades.

A rede de supermercados Island Foods, chefiada por Richard Walker, decidiu, então, adotar cerca de 500 espécimes de pinguins de Humboldt, atualmente considerados em extinção, para aliviar o peso nas costas do zoológico, colaborando com um financiamento para manter os animais saudáveis e não os fazer deixar seu hábitat ao qual estão acostumados e são tratados da maneira mais adequada possível.

(Fonte: Zoológico de Chester/Reprodução) 

Especiais para a organização, os pinguins marcam, também, lindas homenagens aos profissionais do National Health Service, que estão na linha de frente no combate ao coronavírus, que tiveram seus nomes gentilmente cedidos às ninhadas das aves que nasceram durante a pandemia.

A crise no zoológico de Chester

Com ordens de fechamento decretadas pelas autoridades, o zoológico islandês vem enfrentando sérias dificuldades financeiras para continuar aberto. Contando com riscos de fechar permanentemente, o local, que está delimitado por uma área de 128 acres e abriga mais de 500 espécies raras, muitas delas vistas apenas na instituição, não vislumbra perspectivas muito positivas já que, com um custo de manutenção mensal de £ 1,5 milhão, está vendo o dinheiro ir embora rapidamente.

(Fonte: Zoológico de Chester/Reprodução) 

Atualmente com visitas controladas de, no máximo, 3 mil pessoas diariamente, cerca de um quinto da sua capacidade normal, o zoológico conta com as doações da população, que podem ser feitas através do site de financiamento Just Giving.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar