Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Veio do rato: Mongólia fecha fronteiras com surto de peste bubônica

Pela segunda vez país volta a registrar surto da doença

Compartilhe

A Mongólia, país na Ásia, fechou suas fronteiras com a Rússia depois que autoridades de saúde anunciaram a morte de duas pessoas com sintomas de peste negra na cidade de Tsetseg, província ocidental de Khov, de acordo com o Centro Nacional de Doenças Zoonóticas do país.

Marmota é um típico roedor - Foto: Commons

Os dois mortos foram um homem de 27 anos e uma mulher, ainda com idade desconhecida, que foram contaminados após ingerirem carne crua de marmota (rato) contaminada e imediatamente começaram a sentir os sintomas. O consumo de carne de marmota, apesar de proibido no país por restrições sanitárias, é muito comum.

Mais de 150 pessoas próximas ao casal fizeram coleta de material em laboratório para teste da doença, mas o resultado ainda não foi anunciado. A mongólia já registrou a Mongólia já registrou duas mortes mor cocnta dessa doença. 

Marmota, uma espécie de rato, na Mongólia causou um novo surto de peste bubônica- Foto: Efeitos da doença/Jornal Ciência

A peste bubônica matou de 75 milhões a 200 milhões de pessoas na Eurásia e África do Norte no século XIV, com mortalidades significantes na Europa, onde dizimou até 60% da população, e recorrendo periodicamente ao longo dos séculos.

Os sintomas são inchaço nos gânglios linfáticos na virilha, axila e pescoço, febre alta e supurações (formação de pus).



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar