Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Veja uma das cartas psicografadas mais chocantes já reveladas

Ao todo existem 4 tipos de médiuns capazes de utilizar a psicografia, são eles: mecânico, intuitivo, semi-mecânico e inspirado.

Compartilhe

Ao todo existem 4 tipos de médiuns capazes de utilizar a psicografia, são eles: mecânico, intuitivo, semi-mecânico e inspirado.

O mecânico é caracterizado por ser capaz de movimentar mão e escrever sobre influência direta do espírito, neste tipo o médium se torna totalmente passivo durante a situação. Chico Xavier era considerado um médium mecânico.

O intuitivo atua como uma espécie de intérprete a fim de transmitir o pensamento do espírito que o contrata. Esse tipo de médium precisa tentar compreender o que o espírito está tentando dizer para poder traduzi-lo de forma clara.

O semi-mecânico é conhecido por ser o tipo que mais possui médiuns. Neste tipo o médium sente sua mão ser impulsionada pela vontade do espírito, porém existe consciência do que será escrito conforme as palavras se formam.

O inspirado trata-se do tipo de médium que tende a receber as mensagens em um estado extâse, a comunicação é feita de forma espontânea e é capaz de compartilhar muitas informações de outras áreas mesmo que não seja a sua área de atuação.

Mensagens psicografadas por Chico Xavier

Chico Xavier foi considerado um dos médiuns mais importantes e influentes do Brasil, durante sua vida psicografou centenas de mensagens e algumas delas ainda chocam até hoje em função da veracidade dos fatos expostos.

Trouxemos uma das cartas mais conhecidas já psicografadas por Chico Xavier. Trata-se da história de um menino que faleceu aos 3 anos de idade e após um ano de sua morte os pais, Célia e Aguinaldo, receberam uma mensagem do filho.

“Querido papai Aguinaldo e querida mamãe Célia, com vovó Lia. Sou eu o Tetéo (Tetéo era o apelido do menino Rangel, ninguém nunca havia mencionado esse apelido a Chico Xavier). Estou com o meu avô Lico (Lico era como o menino chamava o seu avô, Manuel Diniz, fato que Chico também desconhecia) e com a minha tia Gilda (essa menção é uma das mais chocantes. A Tia Gilda era uma tia do seu pai Agnaldo, ela faleceu quando Agnaldo tinha apenas 4 anos de idade. Rangel nunca havia conhecido a Tia Gilda em vida). Vovô me auxilia a escrever porque estou aprendendo. Estou vendo a tia Lê (antiga amiga da família)”.

"Eu estou vivo e vou crescer. Estou aprendendo a escrever só para dizer ao seu carinho e ao carinho da mamãe Célia que não morri” (Célia, em seu íntimo, questionava-se todos os dias se o menino iria crescer e se desenvolver já que sua vida foi interrompida tão precocemente. Na carta, Rangel responde a mãe).


“Vou aprender muitas coisas e muitas lições para saber escrever melhor. Mas já estou mais adiantado que a Mariana (irmã de Tetéo, que não era muito dada aos estudos) e creio que o Aguinaldinho (irmão mais velho de Tetéo, o mais estudioso da família) ficará satisfeito. Papai, mamãe, Vovó Lia e Tia Lé, não posso escrever mais porque fiquei cansado de fazer letras. Mas quando eu puder, voltarei. Estou com muitas saudades (…)”



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar