O Brasil é o quinto maior produtor de cacau do mundo. Fruto típico da América Central e do Sul, é bastante conhecido por ser a principal matéria-prima do chocolate. Mas além de saborear o chocolate, nos dias atuais é possível encontrar perfumes, cachaça e até produtos eróticos que o levam em sua composição.

A associação entre sexo e chocolate não  é algo recente. Há muitos anos que o fruto é utilizado como um importante aliado na hora do prazer.

"No século 16, já no fim do Império Asteca, o imperador Montezuma, único homem em um harém com 200 esposas, tomava 50 cálices seguidos de uma bebida produzida com especiarias e cacau de modo a obter um prazer mais intenso.”, explica Carla Geane, sexóloga.

Chocolate pode tornar a relação mais apimentada- reproduçãoChocolate pode tornar a relação mais apimentada- reprodução

Afrodisíaco

Assim o fruto foi ganhando espaço como afrodisíaco, chegando aos dias de hoje, onde é possível encontrar até calcinhas comestíveis de chocolate. "Apesar do cacau ser um afrodisíaco natural e o chocolate ter compostos que estimulam os neurotransmissores que proporcionam sensação de prazer e bem-estar, o sexo é capaz de proporcionar esses neurotransmissores em uma quantidade muito maior e por muito mais tempo.", afirma Carla.

Além dos compostos que estimulam os neurotransmissores, o chocolate tem zinco, famoso mineral que influi nos hormônios sexuais, além de magnésio, responsável pela sensação de relaxamento enquanto o saboreamos. “Uma outra curiosidade é que quanto mais cacau tiver o chocolate, mais a libido aumenta, devido a quantidade de feniletilamina, conhecido como hormônio da paixão, ser maior.“, diz a sexóloga.