Estudo aponta como mulheres gostam de ser tocadas para ‘chegar lá’

Os cientistas investigaram como as mulheres gostam de ser tocadas.

Não chega a ser segredo o fato de que as mulheres são mais complexas e menos óbvias do que os homens no que diz respeito à sexualidade. E foi justamente essa grande diversidade possível sobre o prazer feminino que levou cientistas a investigar como as mulheres gostam de ser tocadas para chegar ao orgasmo.

Do que mulheres gostam no sexo

Conduzida pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Indiana, nos EUA, a pesquisa contou com mais de 1.000 mulheres entre 18 e 94 anos que foram orientadas a relatar um diversificado repertório de preferências para os toques genitais.

As voluntarias deveriam revelar os locais em que mais gostam de ser acariciadas durante o sexo, como elas preferem ser tocadas, assim como padrões e pressão aplicada na região íntima na intimidade com um parceiro ou parceira.


O levantamento mostrou que não existem movimentos sexuais que são igualmente considerados agradáveis para as mulheres e que, por isso, os casais devem conversar abertamente sobre suas preferências e desejos para uma vida sexual satisfatória.

Os resultados do estudo indicam que, apesar da grande variação de preferências, cerca de 75% das mulheres consideram a estimulação do clitóris fundamental para o orgasmo ou, pelo menos, para deixar a transa mais prazerosa.

Além disso, 18% das entrevistadas para a pesquisa afirmaram que a penetração vaginal pelo pênis, sozinha, não é capaz de garantir o clímax.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher
logomarca do portal meionorte..com