Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Hospital das Clínicas tem 253 pessoas na fila para mudança de sexo em São Paulo

A fila para cirurgia de mudança de sexo não pára de crescer em São Paulo

Hospital das Clínicas tem 253 pessoas na fila para mudança de sexo em São Paulo
Hospital das Clínicas tem 253 pessoas na fila para mudança de sexo em São Paulo | Divulgação
Compartilhe

A fila para cirurgia de mudan?a de sexo n?o p?ra de crescer em S?o Paulo. Apenas no Hospital das Cl?nicas h? 253 transexuais inscritos - nascidos, em sua maioria, com ?rg?o genital masculino e que se identificam com o sexo feminino. Outros 70 encontram-se em tratamento hormonal e psicol?gico. Como a espera ? longa - no m?nimo quatro anos -, muitos desistem no caminho ou procuram cl?nicas particulares no Brasil e no exterior.

O an?ncio feito pelo Minist?rio da Sa?de de que a cirurgia ser? realizada pelo Sistema ?nico de Sa?de (SUS), em car?ter experimental, em hospitais-escolas de S?o Paulo, Rio e Minas, trouxe um fio de esperan?a aos transexuais que n?o t?m dinheiro para o tratamento. Mas especialistas j? advertem que o programa corre s?rio risco de n?o sair do papel porque n?o h? equipes m?dicas especializadas para atender a demanda.

Para se ter uma id?ia, o Hospital da Cl?nicas, que implantou o programa em 1998, realizou at? hoje s? 23 cirurgias.

- Falta interesse dos profissionais porque ainda n?o h? regulamenta??o. O procedimento tem autoriza??o apenas do Conselho Federal de Medicina - comenta a endocrinologista Elaine Maria Frade Costa, chefe do Laborat?rio de Horm?nios e Gen?tica Molecular do HC.

Na equipe dela atuam tr?s psic?logos, um psiquiatra, uma fonoaudi?loga e dois cirurgi?es - um pl?stico e outro urologista. O m?dico Jalma Jurado, de 71 anos, que contabiliza em seu curr?culo mais de 500 cirurgias de mudan?a de sexo, n?o est? confiante no programa.

- Uma coisa ? o governo autorizar, e outra ? destinar a verba para a implanta??o. Se n?o houver dinheiro, os hospitais conveniados n?o v?o querer fazer.

Jurado afirma que os m?dicos s?o preconceituosos, como a maioria dos brasileiros, e demoram para entender a import?ncia dessa cirurgia.

Seios e ?tero - O presidente da Associa??o da Parada Gay, Alexandre Santos, o Xande, afirma que transexuais femininos - os que nasceram com sexo de mulher mas se sentem homens -, como ele, acabam sendo os mais prejudicados porque a cirurgia ? de alt?ssima complexidade.

- A maioria quer retirar seios, ?tero, ov?rio e trompas. Mas o SUS n?o cobre apenas esses procedimentos - lamenta Xande, referindo-se ao fato de o programa s? prever a opera??o completa. No Brasil, a cirurgia para casos como o dele ? proibida fora de hospitais-escolas.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar