Pesquisa detalha como é e como chegar ao orgasmo do brasileiro

A maioria dos brasileiros atinge o orgasmo através da penetração.

A maioria dos brasileiros atinge o orgasmo através da penetração. Os números são da pesquisa feita pela Sexlog, rede social do público adulto que mapeou o orgasmo no pais. O orgasmo é caracterizado pelo momento máximo de excitação durante uma relação sexual ou masturbação. Essa efervescência de prazer pode ser consequência de qualquer gatilho que cause uma excitação, e não só durante a penetração. Sexo oral ou anal, além de carícias, podem ter o mesmo efeito no corpo.

Fingir durante o sexo

As práticas sexuais ainda são o tabu. Embora se fale muito sobre o uso de camisinha e a importância da prevenção, fala-se pouco ou nada sobre como uma pessoa pode estimular a si mesma ou o parceiro.

Por isso, muitas pessoas nunca tiveram - ou souberam identificar - um orgasmo. E, infelizmente, esse número não é baixo. No Brasil, segundo a pesquisa, o Piauí é o estado com o maior número de pessoas que afirmaram nunca terem sentido, efetivamente, prazer na transa. Foram 12% dos entrevistados. Em seguida, estão Sergipe (10%) e Espírito Santo (8%).

Não raro, há quem prefira fingir a sensação. E não são poucos: 26% dos brasileiros, pelo menos, já fingiram ter um orgasmo, de acordo com o estudo. Os maiores índices foram observados em Rondônia, onde 50% das pessoas admitiram a prática. Em seguida, estão Paraíba (35%) e Tocantins (34%).

Geralmente, são as mulheres quem mais fingem orgasmos - apesar de alguns homens também recorrerem à prática. Os motivos para isso variam: a maioria preocupa-se em "deixar o parceiro feliz" e, por isso, se mostra satisfeita; outras mulheres o fazem para terminar a transa mais rápido, já que sabem que não conseguirão gozar; há também quem finja para estimular a própria excitação e, assim, conseguir ter um orgasmo de fato.

 (Crédito: oleg66/istock)
(Crédito: oleg66/istock)

Jeito mais fácil de ter orgasmo

Para a grande maioria dos entrevistados (64%), a penetração é o método mais fácil de se chegar ao orgasmo. O Maranhão foi o estado com o maior índice nesta categoria (72%). Nessa questão, os indivíduos podiam escolher entre as opções: sexo oral, com a mão, brinquedo erótico e penetração. Em todos os territórios entrevistados, a penetração ficou em primeiro lugar e brinquedos eróticos em último.

Os dados quanto à preferência por "mão" ou "sexo oral" diferenciaram pouco; entretanto os brasileiros ainda preferem utilizar a mão à boca, conforme mostram os dados.

Dificuldades do orgasmo feminino

A pesquisa, no entanto, parece refletir muito mais a realidade masculina do que a feminina. Outros estudos já provaram que, para a mulher, o jeito mais fácil de se chegar ao orgasmo é através da estimulação do clitóris.

Estima-se que apenas 25% delas, ou até menos, consiga gozar somente com a penetração, diz a autora norte-americana Elisabeth Lloyd, que analisou dezenas de estatísticas sobre o tema.

E mesmo aquelas que atingem o ápice do prazer, seja sozinhas ou acompanhadas, são sortudas: muitas mulheres têm bastante dificuldade em alcançar o prazer, sendo que, segundo Lloyd, cerca de 5% nunca experimentaram a sensação.

A maior chave para fugir destas estatísticas ainda está naquela pequena "bolinha", tão pouco explorada, localizada acima da vulva: o clitóris, único órgão do corpo humano voltado única e exclusivamente para o prazer.

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher
logomarca do portal meionorte..com