mais

Amor, sexo, tristeza, rejeição: conheça a Luísa Sonza que nunca viu

Cantora lança seu segundo álbum de estúdio "Doce 22" e fala sobre ser sem filtros neste momento da vida, que ainda enfrenta depressão e crise de pânico

Os 22 de Luísa Sonza não foram fáceis. "Foi o ano mais intenso da minha vida, mais doido. O mais incrível e o pior ao mesmo", conta a cantora em entrevista concedida à jornalistas na última quinta-feira (15). Ela que lança nesta meia noite de domingo (18) seu segundo álbum "Doce 22", em homenagem a fase que viveu nos últimos 365 dias, adotou um novo estilo de sobrevivência: a sinceridade.

Totalmente desarmada e sem filtro, Luísa começa a entrevista coletiva respondendo: "você quer que eu diga a verdade ou que estou bem?", ao ser questionada como está se sentindo em meio ao lançamento do novo álbum e retorno nas redes sociais. A artista natural de Tuparendi, Rio Grande do Sul, passou o último mês longe da internet após uma avalanche de ameaças e xingamentos por conta da morte do filho do seu ex, Whindersson Nunes.

Luísa Sonza diz que ainda não superou críticas e ameaças (Foto: Divulgação (@doce22)Luísa Sonza diz que ainda não superou críticas e ameaças (Foto: Divulgação (@doce22)

Enfrentando depressão, crise de pânico e ansiedade, ela diz que não se sente segura ao sair na rua e que não se recuperou completamente, mas tenta seguir em frente. "Tenho uma equipe grande que depende de mim e fãs. Mas sinceramente essa pausa na verdade foi só uma fuga, mas quando eu voltei estava tudo do mesmo jeito e o trabalho acumulado", conta.

Assumindo várias frentes e papéis em "Doce 22", a cantora diz que o público vai conhecer a Luísa Gerloff Sonza, e não a Luísa Sonza. "Foi um álbum que demorei 14 meses pra fazer. Fui produtora, diretora criativa, compositora, roteirista, co-diretora... Esse álbum tomou conta da minha vida de uma maneira bizarra. Foi uma experiência incrível pra lançar no dia 22 [de junho], mas não tive condições de lidar com tudo", diz ela.

Ao todo o CD conta com 14 faixas e participações inéditas nacionais e internacionais, como Lulu Santos na música "também não sei de nada :D", Jão em "fugitivos :)", Ludmilla em "CAFÉ DA MANHÃ ;P" e os americanos Mariah Angeliq, com "ANACONDA *o* ~~~" e 6BLACK em "VIP *-*".

E para quem acha que foi erro de digitação, não se engane, o nome das músicas contam com essa "estética visual" diferenciada.

Os lados de Luísa

Em "Doce 22", Luísa Sonza afirmar mostrar os seus dois lados, os quais ela chama de "lado A" e "lado B". "Nunca me joguei desse jeito e expus minhas vulnerabilidades como estou fazendo nesse álbum. Estão sendo dias muito intensos, eu diria, mas acho que também seja um ato de coragem", conta.

A cantora conta que fala sobre amor, sexo, tristeza, dinheiro, e não se sentir amada. Questionada se isso foi pensado, ela revela que não progamou nada. "Tudo veio sem filtro e de forma muito sincera. Comecei a escrever as músicas e foi saindo... É um álbum muito inconsciente, foi tudo trasbordando".

As primeiras sete músicas do álbum representam o "lado A" da cantora, que é sensual, rebelde e como uma éspecie de "máscara" para lidar com as críticas, aquela que não se importa. Já a oitava faixa, "INTERlude :(", é o momento de transição para seu "lado B", que ela define como sensível e "canceriana", brinca.

"Vão ser músicas mais melódicas e que falam sobre quem eu realmente sou. O lado que as pessoas ainda não conhecem", explica.

Luísa Sonza em "CAFÉ DA MANHÃ ;P" com Ludmilla (Foto: Divulgação (@doce22)Luísa Sonza em 'CAFÉ DA MANHÃ ;P' com Ludmilla (Foto: Divulgação (@doce22)

A aniversariante escolheu deixar os dramas para trás. Para ela, essa decisão foi importante."Eu queria falar tudo que estou falando antes de inciar o novo ciclo. Não queria entrar nos 23 e ainda estar falando sobre os 22, sabe?".

Com uma divulgação intensa nas redes sociais, Luísa Sonza escolheu o Instagram como sua principal plataforma de marketing para "Doce 22". Ela que estava há semanas sem dar as caras na rede – após surgir aos prantos nos Stories implorando para que os internautas parassem de a culpar pela morte de João Miguel, filho de Whindersson – criou um perfil única e exclusivamente para publicar os ensaios fotográficos de cada uma de suas músicas, assim como os bastidores.

Em resposta à GQ Brasil, a cantora diz que o álbum é praticamente artesanal, pensado em cada detalhe, palavra por palavra, letra por letra, conceito por conceito. "Não é um álbum audiovisual, mas preparamos 'mini clipes' para todas as músicas. É um álbum artesanal, tudo muito bem pensado e amarrado. Queria fazer uma divulgação diferente e dar cara e estética para todas as músicas", comenta.

E através das postagens feitas em seu Instagram e na conta do álbum, identificada por @doce22, é possível notar as referências de cada deixa, inspiradas na vida e trajetória da artista.


Em "MULHER DO ANO XD", por exemplo, ela surge com seu namorado, o cantor Vitão – a quem ela se refere apenas por Vitor –  em um carro glamouroso rodeado de paparazzis e pessoas batendo nas janelas, enquanto os dois se entregam para os amaços e beijos picantes.

Mistureba

Apesar de ser declaradamente fã do pop dos anos 2000, e deixar bem claro isso com a música "2000 s2", toda trabalhada em inspirações como Britney Spears e Christina Aguilera, Luísa Sonza diz que seu novo álbum representa muito bem suas origens musicais.

"O álbum tem de tudo, sertanejo, blues, música nativa gaúcha, funk, pop… Eu já cantei em velório, casamento, supermercado, natal, ano novo. Eu vou sempre ser uma mistureba, quer vocês queiram, quer não [risos]. Eu não tenho como ter um único estilo definido", ressalta.

Segura de quem é hoje em dia com 4 anos de carreira, Luísa diz que nem sempre foi assim. Segundo ela, por muito tempo tentou se encaixar em um estilo e gênero, e foi difícil aceitar que ela não podia ser uma coisa só.

"Eu demorei muito tempo para entender que podia ser um pouco de tudo. Pensa, eu comecei a minha carreira fazendo covers. Mas o movimento na cultura pop dos anos 2000 sempre me inspirou, é algo que eu cresci escutando", lembra. De Britney a Chitãozinho & Xororó – ela cantava sertanejo com o pai, Cezar Luiz Sonza, que é agricultor – Luísa Gerloff Sonza é tudo isso e mais um pouco.

A primeira artista brasileira a estrear o "Enhanced Álbum Doce 22", na plataforma de streaming Spotify, o álbum da cantora conta com um material exclusivo de vídeos, Canvas, Storylines e outras surpresas. Para acessar veja aqui.

Luísa Sonza e Pequena Lô (Foto: Multishow/Divulgação)Luísa Sonza e Pequena Lô (Foto: Multishow/Divulgação)

Prazer, Luísa

Como se não bastasse a novidade do novo álbum, a cantora também estreia no próximo dia 7 de agosto no Multishow com o seu programa “Prazer, Luísa”, que deve trazer entrevistas, bate-papos com convidados e apresentações em 5 episódios.

A novidade foi divulgada pela artista através das redes sociais na última quinta-feira (15). "meu segundo álbum de estúdio tem um programa. É sério. Ele tem um programa só pra ele no maior canal de música do Brasil. Vou poder contar pra vocês tudo sobre o processo criativo do álbum, mostrar bastidores, muita coisa exclusiva sobre o DOCE 22 e tudo que ele envolve. Obrigada @multishow pelo espaço e por me permitir fazer tudo exatamente do jeitinho que eu sempre sonhei", escreveu ela.

Ainda sem muitos detalhes, a produção vai contar com a presença da influenciadora digital Pequena Lô, que vai acompanhar Luísa.

Com informações da Revista GQ.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail