Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

As saídas para a lacuna deixada pena Bienal do Livro

entre as estratégias, há maior exposição nas redes sociais, inclusive com lives para diálogo mais direto com o público, investimentos em websites, market places e parcerias com livrarias online.

Compartilhe

Com o isolamento social necessário e a lacuna deixada pela Bienal do Livro, que aconteceria este ano, os autores estão revendo suas estratégias para chegar mais perto do seu público. AT Sergio é um deles. Entre as escolhas, mais exposição nas redes, lives e parcerias para vendas online.

Com a lacuna deixada pelo cancelamento da Bienal do Livro deste ano, providencial pela necessidade de isolamento social que ainda estamos vivendo, os autores iniciaram movimentos em busca de soluções. Estão proliferando canais de venda para o mercado individual e, entre as estratégias, há maior exposição nas redes sociais, inclusive com lives para diálogo mais direto com o público, investimentos em websites, market places e parcerias com livrarias online.

Para AT Sergio, essas estratégias estão sendo a aproximação necessária com o consumidor de literatura, especialmente quem espera, a cada dois anos, pela oportunidade de conhecer autores ao vivo e ver as novidades do setor. AT lançou seu primeiro livro solo de ficção e terror para o público infanto juvenil, Eles, no final do ano passado e a coletânea As 13: Histórias Diversas, que traz dois contos inéditos, no começo deste ano, esta ainda apenas em versão online.

Autor busca alternativas para vender livros

Ele explica: “além das lives, das quais estou participando como convidado, e do movimento Poesia de Quinta, no qual lanço um vídeo inédito toda semana, tenho realizado algumas mudanças por causa dessa nova realidade em que estamos inseridos”. O autor conta que o plano era lançar um romance inédito na Bienal, que agora ficou em segundo plano e ainda está em construção, e deu lugar à coletânea As 13: Histórias Diversas: “troquei os projetos exatamente para que as pessoas possam ter acesso a histórias mais curtas, que parece ser um bom movimento para esse período”, enfatiza.

O autor, provavelmente, deve lançar uma antologia de contos policiais antes do romance: “os leitores estão preferindo histórias curtas e, assim, ter acesso a autores diversos, alternando livros”, lembra ele. AT também aceitou participar de outros dois projetos de coletâneas este ano, que devem sair em breve, uma delas com o tema vírus, propício aos tempos atuais.

“Com a ausência da bienal, não vamos mais ter o contato frente a frente com o público e precisamos, portanto, encontrar outras formas de interagir”. O autor está estudando um projeto de lives ou podcasts semanais sobre escrita, terror, suspense, ficção, público infanto-juvenil, mas ainda é um movimento embrionário: “estamos avaliando o retorno dos leitores para entender melhor os processos a seguir”, enfatiza.

Recentemente, AT Sergio foi indicado como finalista do Prêmio Odisseia de Literatura Fantástica 2020, organizado pelo escritor Duda Falcão, na categoria narrativa longa literatura juvenil, com Eles.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar