Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Ator faz temporada nos teatros de Teresina com o solo “Depois do Fim”

As apresentações começam nesta sexta e sábado, no Teatro Torquato Neto e depois segue para os bairros Cidade Jardim, Parque Jurema e Dirceu

Ator faz temporada nos teatros de Teresina com o solo “Depois do Fim”
Depois do Fim | Margareth Leite
Compartilhe

O solo teatral Depois do Fim terá temporada especial neste mês de março. Será todos os fins de semana, começando nos dias 8 e 9  próximos, no Teatro Torquato Neto, que fica no Club dos Diários, a partir das 19h30.

Depois do Teatro Torquato Neto, no final de semana seguinte, dias 15 e 16, as apresentações acontecem no bairro Cidade Jardim; 22 e 23, no Teatro de Bolso Maria de Nazaré Néri (Parque Jurema). E finalizando o mês, dias 28 e 29, no Teatro Municipal João Paulo II, sempre às 19h30min.

'Depois do Fim' narra a história de uma mulher – a Ruth – que viveu toda uma vida de entregas e abstinências pessoais para dedicar-se inteira aos filhos e ao marido. Neste percurso, Ruth vai perdendo sua identidade, o respeito daqueles por quem gostaria de se sentir amada e num golpe fatal é abandonada por eles e começa a ruminar suas lembranças pela casa, a se vitimizar por esse abandono e vai se afundando nessas memórias.

Durante este processo, Ruth acaba amadurecendo, descobrindo-se e se reinventando. A mulher submissa vai ganhando força, asas até voar para fora de suas memórias, livre para viver sem amarguras nem ressentimentos.

A montagem, que tem texto e atuação de Vitorino Rodrigues, direção de Silmara Silva, iluminação de Renato Caldas, caracterização de Iarla Ribeiro, estreou em março de 2017 e já foi apresentada em Teresina, Picos, Floriano, Parnaíba e Santa Cruz dos Milagres, além das cidades  fora do Piauí.

No mês de estreia, o solo participou do VII Festival de Monólogos Teatro e Dança Solos Brasileiros, em Fortaleza, realizado pela Cia Palmas Produções Artísticas, e obteve a premiação de 3º melhor espetáculo. Recebeu os destaques de Melhor ator e Melhor direção concedidos pela Secretaria de Estado da Cultura / Complexo Cultural Theatro 4 de Setembro – ano 2017, Troféu Antônio José, por ocasião do aniversário do Theatro. No ano de 2018, o ator Vitorino Rodrigues recebeu o Troféu 'Em Cena'  de melhor ator.

Em janeiro de 2018, o solo foi apresentado na Sala de Espetáculos Amir Haddad, em Nova Iguaçu-RJ,  quando recebeu a seguinte crítica de Wellington Fagner, bacharelando em direção teatral na UNIRIO e um dos professores-coordenadores da Escola Livre Fama. Em sua fala ele destacou a importância da produção. “...Como é lindo ver um ator se divertindo na corda bamba sem ter medo de cair. Impossível não se deixar prender na dramaturgia que nos envolve a cada mergulho de pensamentos e ações da personagem central da trama. "Sugaram toda a nossa alma" ela disse, depois de vinte anos se dedicando ao lar, aos filhos e marido... O texto é uma possibilidade de reinvenção do humano, é um mergulho nas profundezas da alma de maneira "leve" e ao mesmo tempo pesada, árdua, fervorosa! Contudo, é de uma delicadeza surpreendente...” (Por Liliane Pedrosa)



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar