Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Escola de Dança estreia “Bonito Pra Chover” nesta sexta

Na linguagem popular, ‘bonito pra chover’ é uma expressão que diz muito sobre as pessoas daqui, por isso, a escolha deste nome para o novo trabalho da escola

Escola de Dança estreia “Bonito Pra Chover” nesta sexta
Espetáculo Bonito Pra Chover | Tássia Araújo
Compartilhe
Google Whatsapp

Nesta sexta-feira estreia ‘Bonito Pra Chover’, um espetáculo da Escola Estadual de Dança Lenir Argento. Será às 18h30, na Galeria do Clube dos Diários. Segundo Datan Izaká, que assina a concepção, direção e dramaturgia do espetáculo, ele foi pensado e criado a partir de alguns estudos e práticas de dança, além de buscar também inspiração em suas idas ao Parque Nacional da Serra da Capivara. “Ter contato com nossa ancestralidade tem feito muita diferença, porque nos faz pensar nossa origem”, diz.

Espetáculo Bonito Pra Chover (Foto: Tássia Araújo)

Na linguagem popular, ‘bonito pra chover’ é uma expressão que diz muito sobre as pessoas daqui, por isso, a escolha deste nome para o novo trabalho da escola. “É algo que fala sobre nosso jeito de ver e de sentir esse lugar, como muitos têm dito...somente no Nordeste, fica bonito pra chover”.

Especialmente, no Piauí, é comum ouvir as frases ‘está bonito pra chover’, ‘vai cair um toró’ ou ‘um pé-d’água’. Partindo desse intento, é um tempo que se fecha, é chuva que surge como uma inconstante, que se arquiteta em camadas à procura do outro, formando um ambiente instável, calmo e por vezes arriscado.

Izaká coloca ainda que a escolha desse conceito é também uma escolha afetiva, que esse termo bonito é metafórico assim como a chuva do espetáculo. “São corpos virando pedra e dança se tornando chuva”.

Lembrando que ele conta no palco com o elenco composto de Hellen Mesquita, Iara Cruz, Kassyo Amorim, Larissa Almeida, Mariana Nívea e Tulipa Braga. Iluminação de Pablo Gomes, Identidade Visual de Layane Holanda.

A realização é da Escola Estadual de Dança Lenir Argento e do Projeto Redemoinho de Dança. (Por Liliane Pedrosa)


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se