Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Flautistas de Caruaru dão o tom em episódio inédito da série ‘Sopro’

Bandas de pife regionais e músicos mais contemporâneos interagem em um encontro repleto de criatividade

Flautistas de Caruaru dão o tom em episódio inédito da série ‘Sopro’
Flautistas | Divulgação
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

O músico e arranjador Carlos Malta é conhecido por sua habilidade nos instrumentos de sopro, como o pífano, a flauta e o clarinete. Na série “Sopro”, em exibição no canal Curta!, ele viaja pelo Brasil em busca de histórias relacionadas ao pife brasileiro — uma adaptação das flautas europeias feita sob forte influência indígena, que hoje faz parte do cancioneiro popular nacional. Bandas de pife regionais e músicos mais contemporâneos interagem em um encontro repleto de criatividade, mostrando, em cada um dos cinco episódios da série, as mais diversas formas de fabricação dos pífanos e suas várias possibilidades de sons.

No episódio “Caruaru do Pife”, inédito na TV, Malta encontra os flautistas tradicionais de Caruaru, em Pernambuco, cidade considerada a “meca do pife”. Entre eles, está João do Pife, um dos maiores mestres do pífano, que faz uma flauta com bambu e ferros incandescentes. Ao espectador também é mostrado um cortejo de bandas de pife, que segue pela famosa Feira de Caruaru.

A série “Sopro” foi dirigida por Beth Formagini e produzida pela 4Ventos com exclusividade para o Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O episódio estreia na Segunda da Música, 6 de abril, às 21h.

Documentário mostra trajetória de jovens do Corpo de Dança da Maré após contato com as artes

O documentário “A Alma da Gente”, dirigido por David Meyer e Helena Solberg, se passa em dois tempos: primeiro, o espectador é apresentado a um grupo de jovens da periferia do Rio de Janeiro que entra para o Corpo de Dança da Maré, coordenado pelo coreógrafo Ivaldo Bertazzo. Em um dos depoimentos, uma jovem comenta: “quando eu saio daqui e entro naquele ônibus, eu estou indo para outro mundo, diferente desse, outro espaço, outra emoção”. Dez anos se passam, e os mesmos personagens estão de volta, já marcados pela transformação vivida através do contato com a arte.  O longa é uma produção da Radiante Filmes. A exibição é na Terça das Artes, 7 de abril, às 22h.

Segunda da Música – 06/04

21h – “Sopro” (Série) — Episódio “Caruaru do Pife” (Inédito)

Carlos Malta encontra os flautistas tradicionais de Caruaru, em Pernambuco. João do Pife faz um instrumento usando ferros incandescentes. Marcos do Pife toca novenas que embalaram sua infância. Malta conversa e troca histórias com João do Pife, Marcos do Pife e com a Banda Dois Irmãos, que se junta à banda Zé do Estado e a Edmilson do Pife num cortejo pela feira de Caruaru. Diretora: Beth Formagini. Horários alternativos: 7 de abril, terça-feira, às 01h e às 15h; 8 de abril, quarta-feira, às 09h; 12 de abril, domingo, às 16h20.

23h30 – “101 Canções Que Tocaram o Brasil” (Série) — Episódio “Nada Será Como Antes” (Inédito)

Entre 1971 e 1972, Chico Buarque, Roberto e Erasmo Carlos, Toquinho e Vinicius, Milton Nascimento e Tom Jobim produzem seus melhores frutos, e o Brasil vê nascer o talento de Luiz Melodia. Diretor: Roberto de Oliveira. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 7 de abril, terça, às 03h35 e às 17h35; 8 de abril, quarta, às 11h35; 11 de abril, sábado, às 09h30; 12 de abril, domingo, às 18h.

Terça das Artes – 07/04

22h – "A Alma da Gente” (Documentário)

Um grupo de jovens da periferia do Rio de Janeiro entra para o Corpo de Dança da Maré, coordenado pelo coreógrafo Ivaldo Bertazzo. Filmado em dois tempos, com um intervalo de dez anos, o documentário mostra os diferentes destinos dos personagens, marcados pela transformação através da arte. Diretores: David Meyer, Helena Solberg. Duração: 26 min. Classificação: 10 anos. Horários alternativos: 8 de abril, quarta-feira, às 02h e às 16h; 9 de abril, quinta-feira, às 10h; 11 de abril, sábado, às 12h40; 12 de abril, domingo, 20h45.

Quarta de Cinema – 08/04

21h – “Luz e Sombra — Fotógrafos do Cinema Brasileiro” (Série) — Episódio “Walter Carvalho — Cinema de Poesia”

Walter Carvalho, um dos mais importantes diretores de fotografia brasileiros, nos recebeu em sua casa no Rio de Janeiro para falar sobre sua trajetória de sucesso e suas aclamadas parcerias com grandes diretores, como Walter Salles Jr., Sandra Werneck e José Luiz Villamarin. Detentor de uma vasta filmografia, em que se incluem “Central do Brasil” (1998), “Abril despedaçado” (2001), “Madame Satã” (2002) e “Amarelo Manga” (2002), Walter nos conta um pouco sobre o seu processo de trabalho e nos mostra um pouco de sua intimidade.  Diretor: Betse de Paula, Jacques Cheuiche. Duração: 59min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 9 de abril, quinta-feira, às 1h e 15h; 10 de abril, sexta-feira, às 09h; 12 de abril, domingo, às 5h50.

Quinta do Pensamento – 09/04

20h – “Incertezas Críticas” (Série) — Ep. “Richard Sennett”

Professor de Sociologia na London School of Economics e de Humanidades na New York University, Richard Sennett fala sobre as relações de trabalho no século XXI e sobre o funcionamento do capitalismo atual, entre outros temas. Direção: Daniel Augusto. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 10 de abril, sexta-feira, às 0h e às 14h; 11 de abril, sábado, às 18h35; 12 de abril, domingo, às 09h15.

Sexta da Sociedade – 10/04

20h30 – “1917: Construindo a Revolução Russa” (Documentário)

A Revolução Russa de 1917 marcou o início de uma nova era, causando turbulência no mundo todo e transformando o pensamento político da época. Pelas vozes de Lênin e Gorky, descubra as duas faces da Revolução — a teoria e a prática. Ambas as narrativas trazem ricas perspectivas: a de Maxim Gorky, abrupta e imprevisível, em contraposição à de Vladimir Illyich Lenin, fria e pragmática. Através de arquivos exclusivos e bela animação, o diretor Stan Neumann mergulha nos eventos dia após dia, de fevereiro a outubro de 1917.  Diretor: Stan Neumann. Duração: 52 min. Classificação: 12 anos. Horários alternativos: 11 de abril, sábado, às 0h35; 12 de abril, domingo, às 19h40; 13 de abril, segunda-feira, às 14h30; 14 de abril, terça-feira, às 8h30.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar