Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

‘Monstronário’ resgata lendas do Brasil

Livro ‘Monstronário – Monstros e assombrações do Brasil de A a Z’, da jornalista e escritora Lúcia Tulchinski, apresenta seres como Bicho-Papão, Tutu Marambá, Pisadeira, Quibungo e Lobisomem

‘Monstronário’  resgata lendas do Brasil
Lúcia Tulchinski | Divulgação
Compartilhe
Google Whatsapp

Se é para falar do folclore, nada melhor que fazer em um livro cheio de histórias e características de seres fantásticos, uma obra que apresente, de forma bem-humorada, a ficha técnica dos diversos personagens nacionais em ordem alfabética, o que ajuda os pequenos leitores a se familiarizarem com as letras e a cultura do país.

‘Monstronário – Monstros e assombrações do Brasil de A a Z’ da jornalista e escritora Lúcia Tulchinski apresenta seres como Bicho-Papão, Tutu Marambá, Pisadeira, Quibungo e Lobisomem. Nas 37 páginas da obra, eles desfilam seus adoráveis trejeitos assustadores de forma lúdica e divertida. Definitivamente, Monstronário possui um repertório único, no qual o fantástico convive com o popular, traduzindo de maneira dinâmica, para os pequenos, a imensa riqueza cultural brasileira.

A iniciativa é da Estrela Cultural, editora que vem prestigiando a autoria nacional com autores consagrados, revelando novos talentos da literatura infantil e que convidou Lúcia Tulchinski para este projeto.

Em conversa com o Jornal Meio Norte, ela conta que ao pensar em escrever o livro lembrou de personagens folclóricos que marcaram sua infância. “Um foi levando a outro. Quando a gente se envolve com um tema, as coisas vão aparecendo. Gosto muito de pesquisar em livros antigos, frequento bibliotecas para pesquisar. Elas são cheias de tesouros. Inicialmente, o livro reunia algumas figuras importantes do folclore. A Estrela gostou do texto e sugeriu fazer de A a Z. Achei ótima a ideia. Passei várias semanas nas bibliotecas de São Paulo pesquisando. Algumas letras pareciam quase impossíveis, como o y e o w, mas consegui encontrar personagens como Ypuré, a malvada do meio-dia em livros de mitologia indígena”, relembra. Do Piauí é possível encontrar a lenda da Num-se-pode em suas páginas.

A escritora procurou reunir personagens de todas as regiões brasileiras e o resultado é uma variedade de figuras que se encontram em meio às páginas coloridas do livro, mexendo com o imaginário de muitas crianças. Muitos delas, desconhecidas do público infantil.

“Nossa cultura popular é muito rica. O livro revela alguns bem curiosos, como o Homem dos Pés de Louça, assombração conhecida na Ilha Grande (RJ). Ele era o cozinheiro de um navio que naufragou. Agora, dizem, aparece na praia em noites de lua cheia com seus pés que emitem um brilho do outro mundo.

O mineiro Alexandre Carvalho usou seu talento de ilustrador e quadrinista para dar vida aos personagens. As ilustrações coloridas, de página inteira, são impactantes. E é a forma encontrada para atrair a atenção de leitores exigentes e muito curiosos.

Para a escritora, ‘Monstronário’ cumpre seu papel. Ele aproxima o público infantil do tema folclore de forma lúdica, brincando com as figuras da cultura popular, transformando-as em personagens próximos. O bom humor é um recurso utilizado o tempo todo. No caso da Cuca, por exemplo, falo que ela se atualizou, agora usa GPS, radares via satélite e escutas telefônicas para procurar suas vítimas.

E não é só para divertir o momento de leitura dos pequenos, já que é indicado para leitores a partir dos 6 anos, mas o livro também poderá ser utilizado em sala de aula, o que torna o aprendizado ainda mais interessante. “Com certeza, o tema folclore faz parte da grade curricular. O Monstronário pode ser um excelente recurso paradidático para auxiliar os professores no estudo do tema”.

Lúcia Tulchinski já publicou outros títulos, como ‘Vupt, a fadinha’, ‘O porta-lápis encantado’, ambos pela Editora Scipione, ‘Histórias maravilhosas do Brasil’, pela Editora Landy, além de várias adaptações de clássicos. (Por Liliane Pedrosa)


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto