Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Otimismo nos negócios marca Minas Trend

Expositores comemoram vendas realizadas no maior salão de negócios da moda na América Latina

Otimismo nos negócios marca Minas Trend
Evento de moda | Novo Fotografia
Compartilhe
Google Whatsapp

A 24ª edição do Minas Trend terminou nesta sexta, dia 12 de abril, com expositores comemorando resultados bastante significativos. Ao todo, 187 expositores - incluindo vestuário, têxtil, bolsas e calçados e joias e bijuterias -, distribuídos em 253 estandes, apresentaram lançamentos para a temporada Primavera/Verão 2020. Os números da indústria da moda no estado confirmam o potencial do salão de negócios do evento: é a segunda maior cadeia produtiva em geração de empregos em Minas Gerais, com 18% dos postos de trabalho da indústria de transformação.

A criatividade das marcas mineiras e o clima acolhedor do evento também contribuíram para a boa performance dos negócios. “As marcas se dedicaram muito e o esforço pode ser visto nos produtos expostos, fruto da criatividade mineira”, afirmou Flávio Roscoe, presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG). Ele lembra ainda da força do evento, que abriu as portas para a população, com variada programação cultural, gastronômica e de palestras.

A marca de moda festa M. Rodarte, presente desde a primeira edição do evento, manteve o ótimo resultado alcançado na 23ª edição. “Nosso grupo vem conquistando bons resultados já há três edições, angariando novos clientes e crescendo acima da média do mercado”, diz Marina Rodarte, diretora do grupo, que também detém a marca Marrô. “Estamos muito satisfeitos por termos conseguido manter o resultado da última edição”, completou. Na edição de outubro passado, a empresa aumentou em 60% sua carteira de clientes.

No setor de acessórios, a grife de bolsas e clutches de luxo Isla, também presente desde o primeiro salão de negócios, destaca a estrutura e o conforto da feira. “O Minas Trend sempre foi uma feira de muito potencial, desde que surgiu. A estrutura sempre foi muito boa, os clientes se sentem em casa. A feira tem muitas características mineiras, como saber receber, e é confortável e bonita”, disse Bruno Saldanha, representante da marca. Ele também elogia o posicionamento do evento no calendário de moda do Brasil. “Com a antecipação da data para o início de abril, a feira realmente teve cara de preview. Foi a primeira feira da coleção para a maioria das marcas e isso é muito bom, pois os clientes tem necessidade cada vez maior de ver novidades em primeira mão”, completou.

A Arte Sacra, desde 2011 no Minas Trend e referência em moda festa, frisa o bom movimento de lojistas no salão de negócios. “Essa edição foi maravilhosa. Tínhamos uma expectativa que foi superada, conquistamos novos clientes e as peças estão fazendo muito sucesso”, afirma Carolina Malloy, uma das sócias da marca. A nova coleção causou burburinho entre os compradores e trouxe novos clientes para a Arte Sacra. “Conseguimos fechar negócio com clientes que já estávamos prospectando”, completou.

A feira de negócios do Minas Trend também atrai marcas que escolhem começar a expandir seus pontos de venda pelo Brasil. Há seis anos no mercado, com sete lojas próprias e participação em feiras internacionais, a paulista Blue Bird está pela primeira vez no Minas Trend com seus sapatos que unem conforto e estilo. “O Minas Trend sempre foi referência na moda brasileira, todas as melhores marcas estão aqui. Vendemos para novas lojas, muitas das que não podem ir a São Paulo comprar”, disse Paula Proushan, sócia da marca de flats de luxo.

A indústria calçadista, inclusive, endossa a retomada de crescimento percebida nesta edição do evento. “Tivemos melhores resultados em relação às últimas duas edições”, afirma Jânio Gomes, presidente do Sindicato da Indústria de Calçados de Minas Gerais (SINDICALÇADOS-MG). “A energia vibrante do evento, com a participação do público na programação, reverberou também no salão de negócios”, completou.

O segmento de joias e bijuterias também enxerga melhora no mercado, ainda que o cenário econômico esteja indefinido. Manoel Bernardes, presidente do Sindicato das Indústrias de Joalheria, Ourivesaria, Lapidações e Obras de Pedras Preciosas, Relojoarias, Folheados de Metais Preciosos e Bijuterias no Estado de Minas Gerais (SINDIJOIAS-AJOMIG), se diz muito satisfeito com a mudança de perspectiva na economia, e com a ótima organização e conceito estético do evento. “Tivemos também um bom mix de empresas da nossa área, e com certeza a feira vai trazer bons resultados para o setor”, contou.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×