Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

'Azougue Nazaré' é o grande vencedor do Fest Aruanda 2018

Filme de Tiago Melo levou oito prêmios

Compartilhe


Sob a justificativa de “trazer para o cinema uma importante manifestação cultural popular, pela autenticidade das escolhas estéticas, das interpretações do elenco e por mostrar a vitalidade contemporânea de uma tradição brasileira”, o júri especializado consagrou “Azougue Nazaré” o melhor filme do Fest Aruanda 2018. A cerimônia aconteceu na noite dessa quarta-feira (12), na sala 9 do Cinépolis do Manaíra Shopping. Foram oito prêmios recebidos pela obra de Tiago Melo, incluindo melhor longa segundo júri oficial, júri Abraccine e júri popular.

De produção pernambucana e já premiado em outros festivais, “Azougue Nazaré” coloca a religião em pauta e mergulha no universo do Maracatu Rural, uma tradicional manifestação da cultura popular brasileira que surgiu com a mistura de danças e religiões de matriz africana trazidas pelos povos escravizados no Brasil. “O filme foi construído com verdade e amor. O Macaratu Rural é uma arte de pura resistência. Esse prêmio vem pra mostrar a força e a importância da cultura nordestina. Viva o Nordeste!”, disse o diretor Tiago Melo, em mensagem.

Na Mostra Sob o Céu Nordestino, o filme de destaque da crítica foi “O seu amor de volta (mesmo que ele não queira), de Bertrand Lira. Segundo Maria do Rosário Caetano, Luiz Zanin e Jean-Claude Bernardet - o trio oficial de jurados – a mostra deve ser destacada pela diversidade e pela qualidade de todos os filmes apresentados. “Por harmonizar com afeto e ironia nossos demônios, atribuímos este filme como o melhor da mostra”, disse a justificativa. “É muita emoção! Estou muito feliz! Vi a reação do público e gostei muito.

O prêmio da crítica é uma honra enorme”, disse Bertrand, emocionado. No entanto, o filme que arrebatou mais premiações – incluindo melhor diretor e melhor filme – foi “Beiço de Estrada”, de Eliézer Rolim. “Estou muito feliz!! Obrigado por assistirem o filme e acreditarem nele. Eu sonhava em fazer esse filme há muito tempo. É a realização de um sonho!”, comemora o diretor.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar