12 sinais que o corpo dá quando fica muito tempo sem sexo

Muito além do prazer, o sexo cumpre uma função importante na saúde

São várias as situações que podem fazer com que as pessoas deixem de ter relações sexuais. Excesso de trabalho, falta de disposição, traumas, términos de relacionamento e até mesmo por decisões pessoais são apenas algumas delas. Independentemente dos motivos, ao deixar de fazer sexo você vai notar que certas coisas podem mudar com relação a nossa saúde e atitudes.


Você sabia, por exemplo, que mau humor pode estar relacionado à abstinência sexual? E não para por aí: mudanças como aparecimento de espinhas, pele ressecada e queda de cabelo também podem ocorrer. Cada corpo reage de uma forma, meu amigo. 

O fato é que, muito além do prazer, o sexo cumpre uma função importante na manutenção da nossa saúde e bem-estar.

Se não você não está acreditando, olha só o que já foi comprovado sobre os “efeitos colaterais” que surgem quando não rola um sexo prazeroso há um bom tempo:

Image title

#1 – PELE MENOS MACIA. Sexo aumenta a circulação sanguínea e a oxigenação do corpo, fazendo com que a pessoa pareça muito mais saudável. Isso se reflete diretamente na aparência da pele. Ou seja, se você passa muito tempo (meses, por exemplo) sem transar, sua pele começa a ficar seca e menos macia. 

#2 – AUMENTO DAS FANTASIAS SEXUAIS. Sem sexo, o corpo fica ansioso para ter relações sexuais e a mente, para tentar suprir essa necessidade, acaba trabalhando forte em fantasias que envolvam o sexo. 

#3 – ACNE EM TODO O LUGAR. Acredite, o suor da relação sexual ajuda no processo de limpeza facial, além de reduzir o estresse que, consequentemente, é responsável por manter os poros limpos. Não é à toa que dizem que “sexo é sinônimo de bom humor”.

#4 – INSEGURANÇA. Como o sexo é uma atividade que melhora a nossa autoestima, a ausência dele implica em uma sensação maior de insegurança em relação as nossas atitudes. Quando essa insegurança chega ao ápice, podemos até desenvolver problemas psicológicos mais graves, como depressão.

#5 – ANTISSOCIAIS. Falta de sexo também pode nos tornar pessoas menos sociáveis. Isso ocorre devido à diminuição na produção de endorfinas, substâncias que ajudam a manter o bom humor e o desejo de estar rodeados de pessoas.

#6 – MAL-ESTAR FÍSICO. Tem dores de cabeça, enjôos ou incômodos estomacais frequentes? Isso também pode estar acontecendo por causa da abstinência sexual. A razão? A falta de sexo diminui a produção de serotonina e de endorfinas, famosos por agir como analgésicos naturais.

#7 – CRESCEM AS CHANCES DE DESENVOLVER CÂNCER DE PRÓSTATA. Pois é, amigo, de acordo com dados da American Urological Association, homens que fazem sexo frequentemente reduzem em 20% o risco de desenvolver câncer de próstata. Isso acontece porque durante a ejaculação substâncias nocivas podem ser eliminadas da próstata. Logo, quando os homens param de fazer sexo, eles aumentam as chances de desenvolver o câncer.

#8 – QUEDA DE CABELO E UNHAS FRACAS. Sexo melhora a circulação sanguínea e faz, basicamente, “tudo funcionar como deveria”, e isso, é claro, influência diretamente na saúde dos seus cabelo e unhas. Se você começar a ver mais cabelo no travesseiro ou notar suas unhas mais fracas, saiba que pode ser um sinal claro de que você precisa transar.

#9 – FALTA DE SONO. Tem tido muita insônia? Falta de sexo pode ser a razão. A atividade sexual faz com que o nosso corpo produza um hormônio chamado ocitocina, que é responsável por equilibrar o nosso organismo para que tenhamos uma boa noite de sono. Logo, a ausência de sexo pode ter como consequência a dificuldade em dormir.

#10 – MUITO ESTRESSE. Claro que isso não é o único motivo da sua falta de paciência, mas, nesses casos, isso acontece porque durante a prática sexual costumamos liberar tensão e, sem essa liberação, as chances delas se acumularem são maiores, o que causa altos picos de estresse e ansiedade emocional.

#11 – SÊMEN PREJUDICADO. Se, por um lado, o volume de sêmen pode aumentar após dois dias sem relações sexuais, depois um longo tempo sem transar, ele corre o risco de diminuir – e, consequentemente, causar problemas de impotência.

#12 – IMUNIDADE BAIXA. Se você fica doente com frequência, falta de sexo pode estar relacionado a isso: de acordo com pesquisadores da Wilkes-Barre University, na Pennsylvania, quem faz sexo pelo menos duas vezes por semana possui uma quantidade 40% maior de imunoglobulina A, que protege o organismo da invasão viral ou bacteriana por meio das mucosas.

Fonte: Terra