6 casos em que a coincidência falou mais alto

6 casos em que a coincidência falou mais alto

Algumas parecem realmente mentira, mas não são

Algumas coincidências no mundo parecem até mentira, mas não são. Para saber mais, selecionamos alguns casos de coincidência que você vai se surpreender. Confira:

1. Mark Twain previu a própria morte

O escritor de clássicos como “As Aventuras de Huckleberry Finn” e “O Príncipe e o Mendigo” nasceu em 1835, na mesma época do ano em que o cometa Halley passava pela Terra. Esse famoso cometa demora 76 anos para reaparecer em nosso espaço, e Twain comentou, em 1909, que iria morrer na próxima passagem do Halley, no ano seguinte.

“Eu vim com o Halley em 1835. Ele está vindo de novo no ano que vem, e eu espero ir com ele”, disse o escritor. Promessa cumprida: em 1910, quando Halley se tornou visível no espaço, Twain faleceu.

2. Franz Ferdinand e a 1ª Guerra Mundial

O assassinato do arquiduque Franz Ferdinand deu início à Primeira Guerra Mundial. Ferdinand estava dirigindo um carro no momento da morte que tinha a placa A III 118. Curiosamente, a guerra chegou ao fim em 11 de novembro de 1918 – ou 11/11/18, uma outra forma de ler a placa do carro de Ferdinand.

3. A previsão do naufrágio do Titanic

Em 1898, Morgan Robertson escreveu um livro chamado “Futilidade”. Nele, um navio chamado Titan é descrito como inafundável, mas acaba colidindo com um iceberg no Atlântico Norte e afunda. Para piorar, o Titan não tinha botes salva-vidas para todos os passageiros. Achou a história conhecida? Foi exatamente isso que aconteceu com o Titanic 14 anos depois do lançamento do livro.

4. Jack, o Estripador

Em 29 de setembro de 1888, Catherine Eddowes foi encontrada bêbada, às 20h30, em uma rua de Londres. Ela foi encaminhada à delegacia, de onde saiu por volta de 1h da manhã, já sóbria, logo após mentir seu nome para a polícia: Mary Kelly. Nessa mesma noite, Catherine foi morta por Jack, o Estripador, que na sequência fez uma vítima chamada... Mary Kelly.

5. Abraham Lincoln e John F. Kennedy

Os dois dividem mais similaridades do que apenas terem presidido os EUA: ambos morreram em uma sexta-feira com um tiro na cabeça e ambos estavam com a esposa e mais um casal no momento da morte. Além disso, os dois tinham amigos chamados Billy Graham e os dois foram substituídos pelos vice-presidentes chamados Johnson! Cada um deles também teve 4 filhos e ambos tinham secretários com o nome do outro: o de Lincoln se chamava John, e a de Kennedy era a srta. Linconl!

6. Anthony Hopkins e o livro perdido

Em 1974, Anthony Hopkins estrelou o filme “A Garota de Petrovka”. Antes das filmagens, porém, ele procurou o livro original para comprar e não encontrou. Um dia, sentado no metrô, ele encontrou um livro perdido – justamente a obra que ele estava procurando há tempos!

Até aí, coincidências da vida... Porém, a coisa ficou sinistra mais tarde, quando Hopkins se encontrou com George Feifer, o autor do livro. Feifer contou que ele própria não tinha nenhuma cópia do seu livro, já que emprestou seu último exemplar para um amigo que o perdeu no metrô!

Fonte: Mega Curioso
logomarca do portal meionorte..com