9 fatos curiosos sobre o estado de coma

Inconsciência só considerada coma após 6 horas

Quando um paciente entra em coma, pode permanecer em sono profundo por alguns dias, meses e até anos. Esse tipo de estado de consciência não é algo raro, e talvez por isso mesmo seja frequentemente assunto das mais diversas conversas e especulações. Para saber mais sobre o tema, confira a seguir alguns fatos interessantes:

1 – A palavra “coma” vem do grego “koma”, que significa “sonho profundo”;

2 – Períodos de inconsciência só são considerados estados de coma depois de 6 horas;

3 – Entre os motivos que fazem com que uma pessoa entre em coma estão ferimentos na cabeça, AVC e intoxicações. Às vezes, o coma é induzido pela equipe médica, para que o paciente não sinta dor intensa e se recupere bem;

4 – Para avaliar o nível de coma de um paciente, médicos analisam critérios específicos, com base em um padrão conhecido como “escala de coma Glasgow”;

5 – Duas pupilas igualmente dilatadas podem indicar que uma pessoa está entrando em coma – a resposta das pupilas à luz tem muito a ver com o estado comatoso de um paciente;

6 – Ao contrário do que se pensa, durante o coma um paciente pode vir a se mexer;

7 – A principal causa de morte de pacientes em coma é geralmente uma infecção secundária. Depois de muito tempo em coma ou em morte cerebral, a infecção se espalha mais rapidamente pelo corpo e compromete o sistema imunológico da pessoa;

8 – Elaine Esposito foi a pessoa que passou mais tempo na História em coma: ao todo, foram 37 anos e 111 dias, e ela só acordou pouco antes de morrer;

9 – Terry Wallis acordou de um coma depois de 19 anos e, acredite você ou não, ele estava bem de saúde.

Fonte: Com informações do Mecurioso