Aranhas solteiras se sacrificam pelas crias de suas 'comadres'

Pesquisa sobre o assunto foi realizada na Dinamarca

Há uma boa dose de verdade naquela história de que uma mãe sempre faz tudo por seu filho. E, apesar da fama de poucos amigos que fêmeas como a viúva-negra criaram, dá para falar que isso vale também para os aracnídeos.

As aranhas-caranguejo, por exemplo, oferecem pedaços de seus próprios corpos para suas crias quando a falta de comida aperta. Acontece igualzinho com outra espécie, a Stegodyphus lineatus, que pratica um ritual ainda mais elaborado: dissolve seus órgãos internos para dar uma última refeição digna à prole, antes de partir desta para uma melhor.

Pesquisa sobre o assunto foi realizada na Dinamarca  (Crédito: Reprodução)
Pesquisa sobre o assunto foi realizada na Dinamarca (Crédito: Reprodução)

O que pesquisadores da Universidade de Aahrus, na Dinamarca, descobriram é que esse tipo de comportamento altruísta-destrutivo das aranhas não acontece apenas em relações ‘sanguíneas’. Segundo seu estudo, publicado no jornal Animal Behaviour, fêmeas virgens da espécie Stegodyphus dumicola costumam se preocupar mais com os recém-nascidos de seu grupo do que as próprias mães deles, a ponto de se sacrificarem para servir como refeição dos mais jovens.

“E onde estão as mães dessas crianças?”, você deve estar se perguntando. Não tem nada a ver com omissão da parte delas. A culpa é mesmo daquelas que não têm filhotes, mas morrem de vontade de realizar o sonho de ser mãe a todo custo. 

Característica de áreas quentes e secas do sudeste da África, a espécie costuma fazer suas teias no alto de árvores e arbustos, morando sempre em bandos de vários indivíduos. Esse sistema ajuda na hora de arranjar alimento e também permite que os os filhotes sejam criados coletivamente. Como cada aranha vive apenas um ano, elas só têm a chance de se reproduzir uma única vez. Isso explica o fato da maternidade acontecer para apenas 40% das fêmeas do bando, em média.

Fonte: Com informações da Super Interessante
logomarca do portal meionorte..com