Arqueólogos acreditam ter encontrado a tumba do "Papai Noel"

Arqueólogos utilizaram equipamento do Raio X para encontra a tumba

Arqueólogos turcos encontraram o que pode ser a tumba de São Nicolau, o Papai Noel. Os restos mortais foram encontrados embaixo de uma igreja que homenageia o santo na província de Antalya, na Turquia, local no qual acredita-se que ele tenha nascido, segundo o jornal Hürriyet.

Os especialistas usaram uma espécie de raio x para detectar a estrutura, mas ela está envolta em relevos de pedra e mosaicos que precisam ser preservados, o que fez com que o ritmo das escavações diminuísse.

"Obtivemos resultados muito bons, mas o verdadeiro trabalho começa agora", disse Cemil Karabayram, diretor de levantamentos e monumentos em Antalya, ao Hürriyet. "Vamos chegar ao fundo e talvez encontremos o corpo imaculado de São Nicolau".

Obra no teto da Igreja de São Nicolau, na Turquia (Crédito: Reprodução)
Obra no teto da Igreja de São Nicolau, na Turquia (Crédito: Reprodução)

Nem todos concordam sobre a localização do corpo de 1674 anos de idade, entretanto. A história mais conhecida até então é a de que o santo teria sido transportado para a cidade de Bari, na Itália, por comerciantes italianos em 1087, cerca de 700 anos após sua morte.

Pensando assim, marinheiros podem ter contrabandeado ou roubado os ossos para preservá-los durante um período em que a cidade estava sob ataques frequentes dos turcos Seljuk. Esses conflitos resultaram na demolição e reconstrução da igreja, quando se acredita que os restos tenham sido retirados do túmulo de São Nicolau, apesar das objeções dos gregos ortodoxos.

Mas não é nisso que os historiadores turcos acreditam. Os documentos estudados pela equipe sugerem que esse outro corpo seja de um padre, e que Papai Noel foi enterrado em uma câmara que permaneceu intocada, embaixo da igreja em Antalya. "Os olhos do mundo estarão voltados para cá. Nosso turismo terá um grande momento. Após muitos anos ganharemos dinheiro graças ao Papai Noel", disse Karabayram.

Entretanto, para Carol Meyers, que dirige uma organização dedicada ao legado de São Nicolau, essa especulação é muito prematura: "Se as relíquias forem encontradas, precisarão ser datadas e examinadas por especialistas internacionais. Os turcos, é claro, estão muito interessados em promover o turismo", disse.

Fonte: Com informações da Revista Galileu
logomarca do portal meionorte..com