Ataque de urso-pardo faz mais de 200 ovelhas cometerem suicídio

Ovelhas pularam de precipício para fugir do urso

O urso-pardo é originário dos Pirineus, na Europa, mas corre risco de extinção – na verdade, o último espécime geneticamente puro supostamente foi morto por um caçador em 2004. Entretanto, um desses animais causou um verdadeiro massacre neste final de semana ao induzir mais de 200 ovelhas ao suicídio.

Os especialistas acreditam que um urso atacou um dos animais de um fazendeiro da comuna de Couflens, na França, fazendo com que todo o resto do rebanho entrasse em pânico a ponto de se jogar de um precipício. Ao todo, 169 ovelhas foram encontradas no fundo de um vale na aldeia espanhola de Lladorre, enquanto as outras estavam no lado francês da cordilheira.

Terreno irregular dos Pirineus favorece acidentes com ovelhas (Crédito: Reprodução)
Terreno irregular dos Pirineus favorece acidentes com ovelhas (Crédito: Reprodução)

Esse incidente trágico reacendeu as discussões entre ambientalistas e fazendeiros. Para conter a extinção dos ursos-pardos, o governo francês tem tentado aumentar as áreas de preservação da espécie, além de reintroduzir animais da Eslovênia na região onde ocorreu a fatalidade. Isso, entretanto, desagradou os fazendeiros de lá, que sofrem quando os ursos resolvem atacar seus animais.

Acredita-se que os ursos causem, anualmente, a morte de 300 ovelhas nessa região dos Pirineus. Os fazendeiros que perdem animais até conseguem uma compensação financeira, mas eles gostariam que os ursos não fossem reintroduzidos nas regiões em que eles criam seus rebanhos. A população de ovelhas é estimada em 500 mil, com 15 mil mortes por ano – por doenças, quedas ou ataques. Já a de ursos é minúscula, com aproximadamente 30 animais!

Fonte: Com informações do Megacurioso
logomarca do portal meionorte..com