Cazaquistão registra 1ª morte mundial por queda de lixo espacial

O homem morreu ao tentar apagar incêndio causado por foguete

Ser o primeiro normalmente é algo bom, mas não quando você inaugura um novo tipo de morte no mundo. Mary Ward foi a primeira pessoa a morrer em um acidente automobilístico, em 1869; enquanto isso, no ano passado, um indiano foi o primeiro a sucumbir em decorrência da queda de um meteorito. Agora, podemos incluir a morte de cazaque nesta mórbida lista.

Yuri Khatyushin faleceu em decorrência de um incêndio causado pela queda de detritos espaciais. Na quarta-feira (14), ele participava da equipe de limpeza que trabalhava no lançamento de um foguete Soyuz russo que levava uma carga para a Estação Espacial Internacional.

O foguete russo foi lançado do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão (Crédito: Reprodução)
O foguete russo foi lançado do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão (Crédito: Reprodução)

Pouco depois do lançamento, restos do foguete caíram em uma pradaria do Cazaquistão e iniciaram um incêndio que vitimou Khatyushin. Ele trabalhava com uma equipe responsável por recolher esses pedaços de aeronave, mas uma forte rajada de vento fez com que o incêndio envolvesse o caminhão em que ele estava. No veículo também estava um homem chamado Vyacheslav Tyts, que segue internado.

O acidente aconteceu por volta das 9h25 do horário local, apenas 15 minutos após o lançamento do foguete. A empresa NPO Mashinostroyeniya, da Rússia, que contratou os homens, promete dar toda a assistência possível aos familiares das vítimas. O incêndio na pradaria foi controlado no mesmo dia e não causou outros danos.

Fonte: Com informações do Megacurioso