Cientista descobre cauda de dinossauro com penas preservadas

Cientista descobre cauda de dinossauro com penas preservadas

Peça de âmbar foi encontrada em um mercado de Mianmar

Estava sendo exposto em um mercado em Mianmar uma peça de âmbar que tinha um material diferente em seu interior. Um cientista ao visitar o mercado observou que na realidade trata-se de um pedaço de cauda de dinossauro com penas totalmente preservadas.

Xing, o pesquisador da Universidade de Geociências da China, convenceu o Instituto de Paleontologia Dexu a comprar a peça para que ela fosse estudada em profundidade. A identificação do fóssil levou à publicação de um artigo na revista especializada "Current Biology" nesta quinta-feira (8), do qual Xing é o principal autor.

"O novo material preserva uma cauda que consiste em oito vértebras de um espécime jovem; elas são envoltas por penas que estão preservadas em 3D e com detalhes microscópicos", disse Ryan McKellar, do Museu Real Saskatchewan, no Canadá.

A certeza de que se trata de um dinossauro, e não um pássaro pré-histórico, é que as vértebras não estão fundidas em uma haste. Em vez disso, a cauda é longa e flexível, com penas descendo pelos dois lados.

Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com