Cientistas descobrem número primo com 9,3 milhões de dígitos

Cientistas descobrem número primo com 9,3 milhões de dígitos

O problema de Sierpinski foi apresentado em 1960

Os matemáticos descobriram um número primo com 9.383.761 dígitos. Isto é: 10.223 * 2 ^ 31172165 + 1. O número em outras palavras: 10.223 por 2 elevado à potência de 31172165 mais 1.

Essa revelação não se trata apenas de um dos dez maiores números primos descobertos até hoje. Essa revelação permitiu decifrar também um dos seis números possíveis do famoso problema de Sierpinski.

O problema de Sierpinski foi apresentado em 1960 pelo matemático polonês Wacław Franciszek Sierpiński, que se perguntou qual seria o menor número natural possível que, quando multiplicado por 2 elevado a n + 1, o resultado não seria um número primo.

O voluntário húngaro Szabolcs Peter é o dono do computador que realizou o teste e descobriu o sétimo maior número primo encontrado até agora, com 9,3 milhões de dígitos.

Para deixar os apaixonados por números enlouquecidos, esse é também o único número primo que não é de Mersenne com mais de 4 milhões de dígitos.

Fonte: BBC Brasil
logomarca do portal meionorte..com