Cientistas registram imagens de 'porco mais feio do mundo' na mata

Os pesquisadores buscarão formas de tentar proteger o seu habitat

Pesquisadores capturaram imagens de uma espécie de porco tida como bastante rara e uma das "mais feias do mundo" na região em que o animal vive, no Sudeste Asiático.

As imagens foram registradas em Java, na Indonésia, onde esses animais estão ameaçados pela caça e pelo desmatamento. Cientistas que pesquisam o habitat dessas espécies acreditavam que elas já poderiam ter sido levadas à extinção.

As imagens foram capturadas por câmeras acionadas por sensores de movimento presas em árvores. Essa espécie de porco selvagem é conhecida pelo nome inglês "warty pigs", ou "porcos verruguentos" em tradução livre. Eles sobrevivem nas florestas cada vez mais fragmentadas na ilha de Java.

Após a descoberta, os pesquisadores buscarão formas de tentar proteger o habitat desses animais.


Johanna Rode-Margono, do zoológico de Chester, na Inglaterra, é a líder da pesquisa. Segundo ela, toda a equipe foi surpreendida com a descoberta.

Um estudo feito em 2004 nas florestas da região indicara uma redução aguda na população dessa espécie de porco selvagem.

"Estávamos realmente preocupados achando que eles poderiam ter desaparecido", disse, Rode-Margono. "Para mim eles não são feios, são lindos", diz a pesquisadora.

Javaporco

Os suínos, da espécie Sus verrucosus, são peludos e têm verrugas na face. Podem até não ser os mais fotogênicos residentes da ilha de Java, mas Rode-Margono diz que eles têm um importante papel no equilíbrio ecológico da região.

Eles ajudam a espalhar sementes e a cultivar o solo ao fungar no chão. E em Java eles se transformaram em símbolo de resistência diante do avanço do desmatamento da floresta tropical para criar áreas urbanas e aumentar espaços para agricultura.

Os porcos selvagens na ilha estavam perdendo habitat, mas também estão sendo exterminados por destruírem plantações.

"A caça esportiva também é um problema", afirma Johanna Rode-Margono. Segundo ela, muitas espécies estão cruzando com o javali selvagem europeu - resultando em uma espécie híbrida. Isso pode levar à extinção de certas espécies.

"As ameaças ainda existem e se a gente não fizer nada, mais e mais populações vão desaparecer", alerta Rode-Margono. "É um grande sinal vermelho".

Um centro de conservação em Java começou a criar essa espécie de porco em cativeiro. Pesquisadores acreditam que podem identificar áreas seguras o suficiente para introduzir esses animais na natureza.

"Ainda há esperança", afirma a pesquisadora. "Se pudermos administrar alguns projetos de conservação, talvez seja possível manter essas espécies".

"Tudo no ecossistema está conectado, cada árvore, planta, animal. Eles dependem um dos outros", observa Rode-Margono. Ela diz ainda que, se uma parte dessa cadeia sofre mudanças, reações em série imprevisíveis podem acontecer.


Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com