Cientistas se surpreendem com Salamandra que chega a viver 100 anos

Elas crescem até 0,3 metro, têm pequenos braços e guelras

Nas profundezas das cavernas dos Alpes Dináricos, uma cordilheira que se estende da Itália ao Kosovo, vive uma das criaturas mais estranhas do Planeta. Não sendo oficialmente reconhecido, os pesquisadores o chamam de “peixe humano“.

Oficialmente conhecido como olm ou proteus, o “peixe humano” pode ser encontrado na bacia do rio Soča, no sul da Eslovênia. Eles receberam o nome graças à semelhança da sua pele com a humana.


Tecnicamente, eles não são peixes, e sim salamandras aquáticas! Crescendo até 0,3 metro, têm pequenos braços e guelras, e passam a vida inteira debaixo d’água – o que é incomum para anfíbios.

Por viverem em profundidades tão grandes, são albinos e totalmente cegos. Para navegar, usam eletrorreceptores para detectar os campos elétricos de outros animais.

Fonte: jornalciencia
logomarca do portal meionorte..com