Conheça a teoria da conspiração que inspirou Stranger Things

Série retornou ao catálogo da Netflix na semana passada

Na semana passada, a Netflix liberou a esperada e misteriosa 2ª temporada do fenômeno Stranger Things. Agora, a batalha contra o Mundo Invertido e a agência secreta que realiza experimentos para desenvolver poderes psíquicos está cada vez mais intensa.

Mas o que parece ser só mais uma trama ficcional de suspense pode ficar mais interessante. segundo o site Thrisllist, a série foi baseada em uma teoria da conspiração sobre um suposto projeto do governo americano.

Chamado de Montauk, o projeto foi implementado durante a Guerra Fria para desenvolver técnicas de guerra psicológica e recursos estratégicos exóticos, incluindo viagem no tempo, viagem no hiperespaço e invisibilidade. Parece familiar, não é? Sim! É exatamente isso o que enfrenta Eleven, uma das vítimas desse experimento na série.

Stranger Things (Crédito: Reprodução)
Stranger Things (Crédito: Reprodução)

Outras características no roteiro dos irmãos Duffer reforçam essa relação: antes de se chamar Stranger Things, o título original anunciado em 2015 pela plataforma de streaming era Montauk. Além disso, a sinopse original também sinalizava uma inspiração nessa teoria, com “um mistério extraordinário envolvendo experimentos governamentais secretos, forças terroristas aterrorizantes e uma garota muito estranha”.

A lenda urbana diz que os experimentos teriam sido realizados em Camp Hero, na Força Aérea de Montauk, em Long Island, e estariam ligados ao Experimento Filadélfia, que teria tornado invisível o destroyer de escolta USS Eldridge, em outubro de 1943. Nesse sentido, a causa da invisibilidade pode ser, na verdade, uma viagem no tempo.

Essa história chegou a Hollywood antes de Stranger Things, em 1984, ano em que os escritores da série da Netflix nasceram, pelo filme The Philadelphia Experiment.



A trama do experimento inspirou um homem chamado Preston Nichols a escrever The Montauk Project: Experiments in Time (O projeto Montauk: experimentos no tempo, em tradução livre), primeiro de uma série de livros que popularizaram a teoria da conspiração. Ainda hoje, curiosos buscam informações e visitam possíveis instalações onde o governo pode ter realizado essas experiências.

Se você não se importa com spoiler e é fã de Stranger Things, aqui vai um dica: os livros de Nichols revelarão instigantes pistas para quem está curioso sobre o futuro e os mistérios da série, já que, ao que tudo indica, sua obra deu origem à história.

Fonte: Com informações da Revista Superinteressante
logomarca do portal meionorte..com