Conheça sete temperos que ajudarão você a emagrecer

Veja quais os benefícios desses alimentos

Engana-se quem pensa que os temperos servem apenas para dar sabor à comida. Além disso, carregam vitaminas que ajudam no funcionamento do corpo e o melhor: podem ser um aliado para quem deseja perder alguns quilinhos. A razão? Os condimentos podem ser termogênicos, ou seja, ajudam a acelerar o metabolismo do corpo e, com isso, o organismo queima gordura.


Além disso, uma pesquisa publicada no periódico Journal of Nutrition mostra que os antioxidantes presentes em temperos como açafrão-da-terra e na canela, por exemplo, têm poder de cortar o efeito nocivo das refeições cheias de gordura.

Os pesquisadores contam que, quando se come uma refeição muito gordurosa, os níveis de triglicérides aumentam (um tipo de gordura no sangue), e, se isso acontece muito frequentemente, há risco de problemas cardíacos. Adicionar temperos nos alimentos, então, reduz cerca de 30% os triglicérides. Para obter esse efeito benéfico para a saúde, basta usar alecrim, orégano, canela, açafrão-da-terra, pimenta do reino, cravo, alho em pó e páprica. Para emagrecer, no entanto, há alguns outros segredos.

Ginseng: essa raiz, muito usada na culinária oriental, aumenta os níveis de energia e acelera o metabolismo. Dos mais diferentes tipos, o ginseng siberiano é o melhor, pois trabalha de acordo com a necessidade do corpo. Para inserir no dia a dia, basta bater uma pitada de ginseng junto com um suco, que pode ser das mais variadas frutas. Que tal um de acerola? Você pode adicionar ao frango ou em que mais sua imaginação culinária permitir. 

Canela: versátil e amiga daquelas pessoas que querem comer um doce “não doce”, ela pode ser adicionada à banana in natura e dar um toque todo especial. Em uma receita da vovó, pode ser preparada em forma de chá. Um estudo feito pela Federação das Sociedades Americanas para a Biologia Experimental mostrou que a canela pode ter um efeito sobre a insulina do corpo fazendo com que ela funcione melhor e consiga tirar a glicose em excesso do sangue. Com isso, evita o diabetes. Além disso, os poderes antioxidantes da canela ajudam a baixar o colesterol e os triglicérides. De quebra, também é uma aceleradora do metabolismo.

Açafrão-da-terra ou cúrcuma: um composto da cúrcuma ajuda a impedir o crescimento das células de gordura depois de uma perda de peso. E adicioná-la no dia a dia é fácil. É versátil para molhos, carnes, frango ou qualquer outra inspiração culinária.

Pimenta caiena: esse tempero picante pode ser adicionado a sopas, carnes e os mais diversos pratos que pedem uma apimentada. A capsaicina, componente que faz com que ela seja ardida, acelera o metabolismo, ajudando aqueles quilinhos chatos a irem embora. Além disso, um estudo mostrou que essa substância écapaz de regenerar o fígado, órgão responsável por detoxificar o corpo. Muitos motivos para apimentar a comida, não?

Pimenta-do-reino: tão comum na mesa brasileira, ela pode ser uma aliada na perda de peso. Contém piperina, que é “parente” da capsaicina e também ajuda a mandar as gorduras embora. Se combinada com capsaicina, as chances de emagrecer são maiores ainda.

Mostarda: a mostarda de verdade, sem conservantes ou açúcar, é excelente para a saúde e para a manutenção do peso. Por ser ardida, também contém capsaicina, que acelera o metabolismo. Com isso, o corpo passa a gastar mais energia em repouso.

Cardamomo: pouco conhecido no Brasil, o cardamomo é um dos temperos mais populares na Ásia. Pelos lados de cá, é possível encontrar em casas de especiarias ou mercados municipais. O cardamomo carrega um pouco de melatonina que, por sua vez, foi apontada como um dos hormônios que ajudam a regular o peso. De acordo com um estudo publicado no periódico Journal of Pineal Research, isso acontece porque esse hormônio estimula a aparecimento da gordura branca, tipo de células de gordura que queima calorias, em vez de estocá-la. Dá para incluir a especiaria em pães, bolos e carnes.


Fonte: iG