Garota remove tatuagem com método polêmico: "Chorei de tanta dor"

Segundo a jovem, durante os primeiros 10 dias foram os piores

Uma garota decidiu postar nas redes sociais o sofrimento pelo qual passou ao adotar um método polêmico para retirar uma tatuagem no peito. A tailandesa Pasuda Reaw, de 21 anos, foi atrás do procedimento conhecido como Rejuvi, no qual produtos químicos são aplicados diretamente na pele. No entanto, poucos dias depois de realizar o tratamento, a situação começou a ficar péssima.

“Logo após o Rejuvi, tudo começou a coçar e doer muito. A pele começou a demorar para sair. Parecia uma tortura, eu não conseguia dormir. Não recomendo o tratamento porque dói muito. O sofrimento com a coceira e as cicatrizes é insuportável”, contou a jovem.

Segundo a jovem, durante os primeiros 10 dias foram os piores. A pele afetada, então, começou a descascar e a encher de pus. “Compartilhei as fotos para que as pessoas saibam o que pode acontecer”, desabafa Pasuda. A tatuagem saiu, mas ela ficou com uma cicatriz rosa no peito para a vida inteira.

CENAS FORTES



Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Metropoles