Hacker invade câmera na casa de jovem e até fala com ela

Dispositivo estava conectado na web e foi manipulado por invasor

A holandesa Rilana Hamer viveu uma cena típica do seriado Black Mirror, da Netflix. Quando ela chegou em casa, na cidade de Brummen, leste da Holanda, ouviu uma voz abafada e metalizada vinda da sala. Ela mora sozinha e cuida de um cachooro, seu pet. Andou até a sala e tomou um susto quando notou a câmera de seu PC apontada para ela e, pior, fazendo perguntas para Rilana. Apavorada, ela começou a gritar para a câmera. Não sabia quem a estava observando.

Rilana ouviu a voz da webcam Maxxter 3D, conectada ao Wi-fi, fazendo uma pergunta, em francê: "Bonjour, madame. Tout bien avec vous (traduzindo, "Bom dia, senhora, tudo bem com você?".

Perplexa, ela ficou muda, olhando para o lado, para se certificar se havia alguém dentro da casa dela. Tremendo, ela berrou para a câmera: "Quem é você, onde você está?". Em seguida, Rilana, que trabalha como contadora numa financeira, escutou a câmera conversando com ela em espanhol: "Hola, señorita".

Atordoada, a mulher pediu para a câmera falar em inglês. Ela queria tentar identificar de onde vinha, como contaria depois. A holandesa ordenou: "Saia da minha casa já". A câmera mandou a mulher calar a boca. "Fique calma". A dona do computador retrucou, nervosa: "Vai se @#$%&*¨".

Rilana se desesperou: a câmera começou a se mexer, como se estivesse observando se havia mais alguém em casa ou próximo. Rilana se movia para um lado, e a câmera apontava para o mesmo local que a holandesa ia.  Amedrontada, ela correu pra desligar a câmera.




Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com