Homem descobre que "galho" em seu quintal era uma cobra

Australiano avistou a cobra deitada no gramado

Um australiano teve um encontro bastante desagradável enquanto cuidava de seu quintal nesta quarta-feira (2). Um usuário do "Reddit", que se identifica pelo nome "Evadregand", compartilhou nas redes sociais uma imagem da enorme cobra que avistou logo pela manhã passeando em seu quintal.


Em sua publicação, o homem explicou que, ainda desnorteado e com sono, pensou que a cobra fosse um galho que tinha caído da árvore. “Mas conforme minha visão se adaptou às seis da manhã, ficou claro que aquilo não era bem o que pensei”, escreveu.

O réptil, que parece ser uma serpente da subespécie Morelia spilota mcdowelli , foi visto rastejando tranquilamente na grama, ao lado de uma mangueira verde. Por causa da luz fraca do início da manhã, é possível entender por quê o homem conseguiu confundir o animal com um pedaço de árvore.

O australiano de Queensland, no nordeste do país, e sua companheira estimaram que a serpente devia medir algo em torno de dois metros. Foi um bom palpite, já que animais dessa espécie costumam ter entre 2,7 metros e até três metros.

“Minha parceira queria que eu deitasse ao lado [do réptil] para medirmos”, brincou o homem em sua publicação. Por mais que não seja venenosa, a mordida dessa espécie pode causar lacerações.

Além disso, caso se deitasse ao lado do animal, o homem poderia ser envolvido em um "abraço mortal", já que é assim que essa serpente captura suas presas. Felizmente, ela não se alimenta de humanos, mas sim de roedores, aves, raposas e, às vezes, até gatos e cachorros.

Espécie da Oceania

Presente na Oceania, não é incomum encontrar a subespécie  Morelia spilota mcdowelli  em residências, como foi o caso relatado. Além de florestas tropicais e pastos, seu habitat natural inclui telhados de casas e até mesmo zonas urbanas.

Por mais que a serpente não apresente nenhum perigo direto aos humanos, não é uma boa ideia dividir a casa com um delas, já que uma única fêmea pode colocar 35 ovos e, em 65 a 70 dias, a cobra gera uma infestação difícil de se controlar.


Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com