Homem desenterra namorada para acabar com pesadelos

Yuri disse que a garota a assombrava e incendiou a cova

O russo Yuriy Golovin, de 30 anos, foi preso em Kurga, região central do país, após ser pego desenterrando e botando fogo nos restos mortais da namorada. O caso aconteceu no vilarejo de Menschikovo, que fica a quase dois mil quilômetros da capital Moscou. Olga Gileva tinha 17 anos quando morreu em 2012.

Em depoimento à policia, Yuriy disse que a ex-namorada estava assombrando a sua vida. "Tenho pesadelos com ela todas as noite", disse o sujeito. Por isso, resolveu desenterrá-la "para queimar sua ossada". Ele achava que, assim, a namorada "não apareceria mais à noite enquanto estivesse sonhando". Parece que o trabalho de desenterrar e violar o túmulo foi penoso: o homem, que segundo a polícia tinha bebido, dormiu no ponto, o que facilitou sua prisão.

O caixão ficou inteiro queimado, mas não foi destruído no processo. Segundo consta, Olga se enforcou em 2012, pois sofria de uma depressão severa. A polícia disse que o russo teve ajuda de um cúmplice, que fugiu e ainda não foi identificado.


Fonte: Com informações do R7