Homem tatua gato de estimação e causa revolta em ONG de animais

Aleksandr reconhece que tatuar animais pode não ser correto.

Um tatuador conhecido como Aleksandr causou a ira de uma entidade de defesa dos animais ao tatuar seu gato de estimação na cidade de Yekaterinburg, na Rússia. O animal da raça Sphynx - caracterizada pela pouca quantidade de pelos - foi anestesiado e teve a pele marcada com desenhos tradicionais da máfia de seu país. O pior: Demon, como é chamado, já tem quatro tatuagens.

Apesar de continuar a fazer os procedimentos, Aleksandr reconhece que tatuar animais pode não ser correto: "É claro que eu sinto pena dele, não é como se ele quisesse fazer uma tatuagem. Ele tem uma pele diferente, então as tatuagens são feitas de forma diferente". O tatuador, no entanto, não parece se arrepender: "Eu espero que isso não faça mal a ele, não é sua primeira tatuagem. Geralmente ele se sente bem e tem recuperação rápida".

As tatuagens em Demon causaram revolta na ativista pró-animais Yelizaveta Skorynina, que afirma ser absurdo o tatuador colocar a saúde de seu gato em risco. Além da sensibilidade da pele dos Sphynx, a anestesia pode ser nociva aos felinos: "A droga desliga os movimentos do gato, mas o cérebro continua funcionando. Se isso for recorrente, pode afetar o coração do animal".

Outro tatuador local, porém, contraria a opinião da ativista ao afirmar que as tatuagens de Demon não são diferentes de um gado marcado: "É uma prática antiga, então eu sou neutro em relação a isso". 


Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do O Globo
logomarca do portal meionorte..com