Índia quer medir o Everest após terremoto no Nepal

Governo indiano suspeita que o monte tenha encolhido

A montanha mais alta do mundo pode ter perdido alguns centímetros após o forte terremoto, de magnitude 7,8, que atingiu o Nepal em abril de 2015, deixando milhares de mortos e feridos.

Cientistas indianos acreditam que o tremor não só destruiu prédios e monumentos, como também teria afetado o Everest. É por isso que o governo da Índia planeja enviar uma expedição ao topo do monte para verificar se ele continua com os seus 8.848 metros de altura, a última medição foi feita há 62 anos.

Monte Everest (Crédito: Reprodução)
Monte Everest (Crédito: Reprodução)

Para chegar ao tamanho exato do monte, a equipe precisa combinar a medição do solo usando um aparelho GPS com um mapeamento aéreo.

Briga de cientistas

Enquanto a Índia planeja enviar um grupo ao Everest daqui a dois meses, o governo do Nepal afirmou à BBC que não fez nenhum acordo com os indianos e que estaria planejando fazer a sua própria pesquisa na montanha.

Já o pesquisador Swarna Subba Rao, do governo indiano, disse que contaria com a colaboração dos nepaleses para levar a sua equipe de 30 pessoas para o topo do monte. A pesquisa, segundo ele, levaria cerca de um mês e mais 15 dias para computar os dados apurados.


Fonte: Com informações da Superinteressante
logomarca do portal meionorte..com