Jogar video game pode ajudar na ejaculação precoce; entenda!

Os pesquisadores analisaram cerca de 400 homens

ejaculação precoce é um problema na sua vida? Se sim, estudo recente aponta que jogar video game pode ser a solução! Elaborada por pesquisadores da Universidade Sapienza, de Roma, e publicada no "Jornal de Medicina Sexual", a pesquisa analisou os hábitos sexuais de cerca de 400 homens e revelou que há uma relação entre os jogos eletrônicos e a ejaculação. 


Os pesquisadores chegaram a conclusão de que os homens que jogam  video game  aproximadamente por uma hora todos os dias são menos propensos a desenvolver ejaculação precoce. 


Como o estudo foi feito

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores italianos reuniram 396 homes na faixa etária de 18 a 50 anos e fizeram uma série de perguntas sobre os hábitos e o desempenho sexual de cada um. Entre eles, 287 passavam mais de uma hora por dia jogando, enquanto os outros não apresentavam interesse pelo tema. 

Um terço dos homens que não jogavam games apresentou sintomas de ejaculação precoce. No entanto, o problema foi considerado praticamente nulo entre os gamers. A partir disso, os cientistas afirmaram que a prática é responsável por impedir a disfunção sexual, já que os games podem ajudar no controle emocional - causa comum da ejaculação precoce. 

Desejo sexual

Além da ejaculação precoce, os pesquisadores descobriram que o desejo sexual  está relacionado com o fato de jogar. A libido dos gamers foi considerava bem melhor do que a de homens que não tem interesse pelo jogo eletrônico.

A explicação para isso está no fato do video game aumentar a produção de dopamina, substância que dá prazer, no cérebro. Dessa forma, jogar pode ser entendido como um substituto do desejo sexual. "Podemos supor uma relação entre menor interesse em atividades sexuais e efeitos psicológicos positivos no controle ejaculatório", comenta Andrea Sansone, principal autora do estudo.

"Enquanto os jogos são divertidos, o uso excessivo pode realmente ter consequência sobre os aspectos mais íntimos de sua vida", finaliza a pesquisadora.


Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com