Mãe é abandonada pelo marido na cama de hospital após sofrer AVC

Mas a história (digna de filme) deu uma reviravolta emocionante!

Riona Kelly, de 37 anos, sofreu uma desilusão amorosa no momento em que mais precisava. Em março de 2015, a britânica, mãe de quatro filhos, caiu das escadas de casa e sofreu um derrame que a deixou paralisada da cintura para baixo. Foi informada pelos médicos que jamais voltaria a andar. Cinco dias depois, o até então marido e pai das crianças — com quem estava casada há 14 anos — pediu o divórcio. "Tive que lidar com a paralisa e com a perda do meu companheiro de uma vez só", revelou Riona em entrevista ao Daily Mail.

A primeira notícia foi a da paralisa. "Me disseram que eu levaria de seis meses a um ano para me recuperar parcialmente. No momento eu senti vontade de desistir, mas eu sabia que tinha que ser forte para os meus filhos", conta. O pedido de divórcio veio logo em seguida: "Era o momento que mais precisava do meu marido. Fiquei arrasada".

Depois que o marido a abandonou no hospital, Sarah, uma amiga, foi quem deu total apoio a Riona. "Foi ela e as crianças que me apoiaram na recuperação", revela. Foi informada que seis semanas após o acidente, poderia, talvez, dar os primeiros passos. Mas ela não conseguia nem mover as pernas. "Foi nesse ponto que os médicos me disseram que nunca mais andaria novamente".

Contrariando a previsão médica, ela deu os primeiros passos duas semanas depois. A evolução foi constante. Depois de quatro meses no hospital, ela finalmente foi liberada para ir para casa.

— Coloquei uma publicação no Facebook em janeiro passado, procurando por um personal trainer para completar minha recuperação e melhorar a forma física. Alguns amigos sugeriram Keith Mason, e eu entrei em contato. Hoje ela anda tranquilamente com o apoio de muletas. Usa a cadeira de rodas apenas para longas distâncias.


Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com