Mito ou verdade: O estômago diminui quando comemos pouco?

O estômago de todos é mais ou menos do mesmo tamanho.

Você já deve ter ouvido alguém falando que, se comer pouco, nosso estômago diminuiu de tamanho. Não é verdade? O problema, no entanto, é que mesmo se tratando de uma conversa repetida milhares de vezes por aí, isso não passa de um mito. Conforme os especialistas, não existe qualquer comprovação científica de que o estômago diminui de tamanho durante uma dieta, por exemplo, até porque esse nosso órgão é elástico.

Médicos explicam que o estômago de todo mundo se dilata quando recebe comida e se retrai, à medida que seu armazenamento de alimento vai diminuindo. Mas, ao contrário do que as pessoas pensam, ele não diminuirá de tamanho se a quantidade de alimentos ingeridos for reduzida, mas continuará do tamanho normal.

O mais interessante de tudo é que, independente do peso ou da estatura das pessoas, o estômago de todos é mais ou menos do mesmo tamanho. Isso acontece, conforme especialistas, porque nosso corpo foi projetado para armazenas calorias suficientes para manter nosso organismo funcionando adequadamente, mesmo em momentos em que a comida não é abundante.

Agora, uma coisa que realmente acontece quando se come menos que o normal é a tendência de sentir mais fome. Mas, claro, não porque o estômago está alargado pela quantidade de comida que você sempre comeu, mas porque você diminuiu a ingestão calórica de uma hora para outra e o corpo tende a tender isso como se você estivesse morrendo de fome. Entendeu agora como funciona?

É por esse motivo que dietas rígidas demais costumam não dar certo. Além de prejudicar a saúde, elas fazem com que seu organismo fique meio “lerdo” diminuindo a temperatura corporal e a agilidade do metabolismo, em uma tentativa louca de poupar suas energias.


Fonte: Segredosdomundo/R7