Mulher alerta sobre bronzeamento após luta contra câncer de pele

Bethany afirma não ter ficado surpresa com o diagnóstico

A americana Bethany Gambardella-Greenway, de 39 anos, tem usado suas redes sociais para alertar pessoas a respeito do câncer de pele após ter sido diagnosticada com a doença. Bethany posta fotos diariamente mostrando a evolução do que no começo era "apenas um pontinho preto" em sua testa.

Grávida em 2015, Bethany notou o sinal escuro no rosto, mas acreditou não ser nada além de uma mudança hormonal por conta da gestação. A mulher chegou a ir ao dermatologista, que reforçou ser apenas um cravo.  No entanto, depois de 18 meses Bethany começou a sentir dores na região e uma biópsia revelou que era, na verdade, uma forma agressiva de câncer de pele conhecida como melanoma displomásico. 

Os médicos removeram o tumor, mas logo constataram que as células cancerígenas já haviam se espalhado para os ossos e Bethany iniciou a imunoterapia. "A radiação foi a pior parte. Fritava a minha boca por dentro. Minha pele estava coberta de feridas, perdi a habilidade de sentir o gosto das comidas, minha voz ficou rouca. A partir da terceira semana meu cabelo começou a cair", contou em relato no Facebook. 

Bethany afirma não ter ficado surpresa com o diagnóstico, pois sua mãe teve a mesma doença quando tinha a idade dela. Mesmo com o tratamento já finalizado, Bethany precisará fazer exames de acompanhamento para o resto da vida. Recuperada, ela agora faz um alerta: "Por favor parem de fazer bronzeamento artificial e de tomar sol excessivamente".


Fonte: Com informações da UOL
logomarca do portal meionorte..com