Mulher confessa mentira e diz ter auto-infligido ataque de ácido

A polícia não decidiu ainda se ela será indiciada

Uma mulher que mostrou em suas redes sociais o resultado de um ataque de ácido mudou a história do ocorrido, e admitiu que o ataque foi auto-infligido. As informações são do Mail Online e a da emissora norte-americana CBS. 

Lizzie Dunn, de 52 anos, contou para a polícia de Nova York que uma mulher atirou ácido sulfúrico contra sua cara após tentar roubar seu dinheiro e um maço de cigarros. Mas a investigação policial revelou que ela havia mentido: "O suposto ataque na região de Woodrow na segunda-feira (15) na verdade não aconteceu. Os machucados foram auto-infligidos e não existe uma atacante. Não há ameaça para o público", disse a corporação em comunicado. 

Dunn chegou a afirmar, em entrevista para a emissora CBS, que a mulher que a atacou na frente de uma loja "tinha um tom de voz agradável, que mudou quando ela descobriu que eu não tinha cigarros". Ela contou que foi agarrada pela suposta agressora, que espirrou acido em sua cara usando uma garrafa com um bocal. Segundo Dunn, ela não gritou pois tinha medo que o ácido entrasse em sua boca: "Prefiro morrer a sentir aquela boca de novo", declarou. 

Após a investigação, ela admitiu a mentira. Agora, psicólogos estão tentando determinar por qual motivo ela jogou ácido na própria cara. A polícia não decidiu ainda se ela será indiciada por falso testemunho.


Fonte: Com informações da UOL
logomarca do portal meionorte..com